Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da testosterona sobre o comportamento leucocitário e expressão de moléculas de adesão em microvasos de ratos

Processo: 06/53122-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Maria Helena Catelli de Carvalho
Beneficiário:Fernando Paranaiba Filgueira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio   Hormônios esteroides gonadais   Moléculas de adesão celular   Hipertensão   Microcirculação

Resumo

Homens têm maior risco para desenvolver hipertensão do que mulheres da mesma idade em fase fértil. Entretanto, esse perfil se inverte na menopausa. Considerando que a menopausa está associada com a perda da produção endógena de hormônios ovarianos, muitos autores têm proposto que o estrógeno pode ter efeito protetor cardiovascular em mulheres Enquanto nas mulheres em idade fértil os ovários representam a principal fonte de estrógeno, na pós-menopausa os ovários são os principais secretores de andrógenos e a testosterona circulante ocorre em concentrações dez vezes maiores que a de 17beta-estradiol, indicando que os andrógenos podem ter papel fisiológico importante na menopausa. Atualmente andrógenos tem sido prescrito para aumentar a libido nas mulheres menopausa usadas e não há estudos que relacionam a segurança de suplementos de andrógenos e o sistema cardiovascular. Sabe-se que andrógeno tem ações vasoconstritores e aumentam a reabsorção de sódio pelo rim, aumentando a probabilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Demonstramos que a ovariectomia aumentava a disfunção endotelial de ratas SHR aumentando a geração de 02 em microvasos estudado in vivo- in situ e que essa a geração de 02 era similar às dos machos SHR. Sabendo-se que a geração de 02 têm sido associados com processo inflamatório o objetivo será estudar a influência de testosterona no comportamento leucocitário e a expressão de moléculas de adesão em microvasos de ratos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FILGUEIRA, Fernando Paranaiba. Influência da castração sobre o comportamento leucocitário e expressão de moléculas de adesão na microcirculação mesentérica de ratos.. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.