Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de instabilidade de microssatélites e expressão imunoistoquímica das proteínas hMLH1 e hMSH2 em pacientes com suspeita de câncer colorretal hereditário sem polipose

Processo: 06/54449-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Benedito Mauro Rossi
Beneficiário:Ligia Petrolini de Oliveira
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica   Neoplasias colorretais hereditárias sem polipose

Resumo

Embora existam estudos isolados sobre câncer colorretal hereditário sem polipose (HNPCC ou síndrome de Lynch) em pacientes brasileiros, a avaliação da abordagem molecular da síndrome vem sendo realizada em famílias norte-americanas e européias. O objetivo principal deste estudo é identificar, através da pesquisa de instabilidade de microssatélites - MSI (painel de 7 marcadores) e da expressão imunoistoquímica das proteínas hMLH1 e hMSH2, dentre pacientes portadores de câncer colorretal (CCR) com critérios clínicos para suspeita de síndrome de Lynch (Amsterdam I/II ou Bethesda), aqueles portadores de defeito no sistema de reparo do DNA. Além disso, correlacionar os resultados dos testes entre si, e com dados clínicos, anatomopatológicos, e de antecedentes familiares. Para inclusão no estudo, 60 pacientes não relacionados serão selecionados a partir do registro de câncer colorretal hereditário do Hospital do Câncer A.C. Camargo, São Paulo, Brasil. Os dados clínicos serão coletados em fichas padronizadas, visando armazenamento em banco de dados para análise. (AU)