Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos da ontogenia esquelética de Astyanax, Salminus e Brycon e suas implicações na filogenia de Characidae (Ostariophysi: Characiformes)

Processo: 06/54447-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 10 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Ricardo Macedo Corrêa e Castro
Beneficiário:Micheli Ferrari Beccari
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/09219-6 - Relações filogenéticas em Characidae (Ostariophysi: Characiformes), AP.TEM
Assunto(s):Peixes   Characidae

Resumo

A família Characidae contém aproximadamente 21% das espécies de peixes descritas da ictiofauna neotropical e encontra-se em estado de grande confusão quanto às inter-relações filogenéticas de seus táxons e seus limites filogenéticos/taxonômicos. Aproximadamente 86% das espécies de Characidae possuem menos de 15 cm de comprimento padrão quando adultas. Dessas, aproximadamente 74% são consideradas incertae sedis na família, possuindo um número elevado de caracteres "redutivos" pedomórficos. Como grande parte da classificação dos Characidae de pequeno porte foi criado fora do paradigma cladístico, utilizando-se extensivamente desses caracteres que possuem alta propensão para convergência, fica claro o estado incipiente do conhecimento taxonômico/filogenético do grupo. Estudos ontogenéticos possuem elevado potencial para identificar a ocorrência fenômenos heterocrônicos, elucidar a ocorrência de caracteres pedomórficos, identificar homologias, e permitir a polarização de caracteres e enraizamento de cladogramas. Apesar disso, não existe qualquer estudo descritivo relacionado à ontogenia esquelética comparativa em Characidae. Assim, o estudo aqui proposto objetiva a descrição ontogenética esquelética comparativa das espécies de Characidae Astyanax altíparanae (de pequeno porte) e Salminus brasiüensis e Brycon orbignyanus (ambas de porte médio/grande), escolhidas por potencialmente poderem esclarecer o efeito da heterocronia no estabelecimento das relações fiiogenéticas em Characidae. (AU)