Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das proteínas de fase aguda alfa 1 glicoproteína ácida, hemopexina e cininogênio na falência da migração de neutrófilos para o foco infeccioso durante a sepse grave

Processo: 06/54933-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Fernando de Queiroz Cunha
Beneficiário:Fernando Spiller
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/07838-2 - Reação inflamatória: mediadores envolvidos na gênese da dor, migração e ativação de leucócitos e septicemia, AP.TEM
Assunto(s):Sepse   Proteínas da fase aguda

Resumo

A falência da migração de neutrófilos para o foco infeccioso durante a sepse grave correlaciona-se com a mortalidade. Os altos níveis de citosinas circulantes promovem aumento-sistêmico de NO e CO, com conseqüente redução da resposta quimiotáxica dos neutrófilos e redução das propriedade adesivas dessas células ao endotélio. Recentemente, nossos trabalhos sugerem que as proteínas de fase aguda AGP, Kn e Hx podem estar envolvidas nesse fenômeno de falência. O presente projeto tem como objetivo investigar se as proteínas AGP, Hx e Kn medeiam à falência da migração de neutrófilos durante a sepse. Visando elucidar os mecanismos de ação, investigaremos se as proteínas AGP, Hx e Kn reduzem a quimiotaxia dos neutrófilos e bloqueiam a adesão dos leucócitos ao. endotélio. Além disso, vamos avaliar se o efeito inibitório dessas proteínas de fase aguda sobre os neutrófilos ocorre através dos sistemas NO/CO/GMPc, e se as citosinas TNF-α, IL-6 e IL-1ß, as quais se encontram em altos níveis séricos durante a sepse, inibem a migração de neutrófilos via indução dessas proteínas de fase aguda. Finalmente, pretende-se determinar se essas proteínas estão envolvidas na falência da migração de neutrófilos em outras patologias, particularmente avaliaremos o envolvimento da AGP, Hx e Kn na redução da migração de neutrófilos no diabetes mellitus. O diabetes está associado com alta incidência de infecções e nessa patologia observa-se falência da migração de neutrófilos e aumento sérico das proteínas de fase aguda. (AU)