Busca avançada
Ano de início
Entree

Mudança linguística e fatores extra-gramaticais: o caso do Português Clássico

Processo: 01/08465-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de julho de 2004
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Pesquisador responsável:Charlotte Marie Chambelland Galves
Beneficiário:Maria Clara Paixão de Sousa
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

O trabalho parte da hipótese de que a variação na colocação dos pronomes clíticos atestada em textos do Português Clássico deve ser compreendida como resultante de fatores extra-gramaticais. A próclise nos ambientes considerados de variação diacrônica seria produto da influência do castelhano na escrita portuguesa, em um momento em que aquela exercia o papel de língua de prestígio na Península. A opção gramatical (no sentido gerativista) nesses ambientes seria no Português Clássico - como no Português Antigo e no Português Europeu moderno - a ênclise. A trajetória das mudanças sintáticas que atingem a ordenação dos constituintes e originam o PE não incluiria uma fase intermediária proclítica. A pesquisa será desenvolvida no âmbito do Projeto Padrões Rítmicos, Fixação de Parâmetros e Mudança Lingüística (Fapesp 98/3382-0). Os procedimentos compreenderão um levantamento de dados, (com base no Corpus Tycho Brahe - www.ime.usp.br/~tycho/corpus), a contextualização das obras pesquisadas do ponto de vista extra-lingüístico, e a elaboração de uma proposta de análise, no âmbito sintático, que fundamente a interpretação alternativa da mudança, caso de fato a observação dos dados e a ampliação da contextualização histórica indiquem a validade desta perspectiva sobre a trajetória da mudança gramatical que origina o PE. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SOUSA, Maria Clara Paixão de. Língua barroca: sintaxe e história do Português nos 1600. 2005. 450 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem Campinas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.