Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da lesão de estriado dorsal em três tipos de testes de aprendizagem: condicionamento clássico e contextual de medo e esquiva passiva

Processo: 00/14011-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2001
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Maria Gabriela Menezes de Oliveira
Beneficiário:Tatiana Lima Ferreira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aprendizagem   Condicionamento clássico   Memória (psicologia)

Resumo

Há muito o hipocampo tem sido implicado na mediação de processos de aprendizagem e memória. Em animais de laboratório, contudo, algumas tarefas de aprendizagem não são afetadas mesmo após extensas lesões desta região cortical. Nos últimos anos o estriado tem surgido como uma estrutura que poderia fazer parte de um circuito que mediaria alguns processos de aprendizagem independentes do hipocampo. O condicionamento clássico de medo é uma tarefa de aprendizagem que não é afetada por lesão hipocampal. Já o condicionamento contextual e a esquiva passiva são afetados por esta lesão. O presente trabalho procura investigar os efeitos da lesão eletrolítica e química de estriado dorsal na aquisição da tarefa de Condicionamento Clássico de Medo. Serão utilizados ratos Wistar, submetidos à cirurgia extereotáxica, onde o estriado dorsal será lesado eletroliticamente e quimicamente no grupo lesão, sendo que o grupo controle será submetido ao mesmo procedimento cirúrgico, contudo sem qualquer lesão. Após recuperação dos animais serão submetidos aos testes comportamentais citados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)