Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos visando a sintese da crocacina "c" e da espirofungina "a".

Processo: 00/07455-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2000
Vigência (Término): 31 de outubro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Beneficiário:Luciana Gonzaga de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Antibióticos   Síntese total

Resumo

A crocacina é um dos metabólitos biologicamente ativos isolados a partir do extrato de culturas de Chodromyces crocatus e apresenta atividade inibidora do crescimento de fungos, leveduras e culturas de células animais. Esta atividade é causada pela inibição do fluxo eletrônico ao longo do crescimento citocrômico da cadeia respiratória. Nosso objetivo é realizar a síntese total da crocacina C, através de uma rota sintética curta e eficiente, primeiro passo para a síntese total das crocacinas A e B. As espirofunginas foram isoladas do extrato da cultura de Streptomyces violaceusniger Tu 4113 como um novo antibiótico do tipo policetídeo. Estes compostos apresentam várias atividades antifúngicas, especialmente sobre leveduras. Como análogos das reveromicinas, promissores agentes anticâncer, a síntese total e a confirmação estrutural das espirofunginas se tornam alvos muito atraentes. Nosso objetivo é realizar a síntese total da espirofungina A através de uma rota sintética curta e eficiente e fornecer material em maior quantidade para futuros ensaios biológicos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Luciana Gonzaga de. Sintese total das (+)-crocacinas C e D : sintese dos fragmentos 6,6-espirocetal das espirofunginas A e B. 2004. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Quimica.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.