Busca avançada
Ano de início
Entree

Filmes de cangaço: o sertão na retomada do Novo Cinema

Processo: 99/02021-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 1999
Vigência (Término): 30 de abril de 2001
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Adilson José Ruiz
Beneficiário:Marcelo Dídimo Souza Vieira
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Vídeo   Cangaço

Resumo

O Nordeste sempre teve uma forte presença em nossa cultura, em todos os ramos da arte, e no cinema não poderia ser diferente. Se os americanos têm os cowboys e os japoneses, os samurais, nós temos os cangaceiros, tema que há muito tempo faz parte do cenário cinematográfico brasileiro. Os filmes de cangaço merecem uma atenção especial desde os anos 50, quando O Cangaceiro ganhou o prêmio de melhor filme de aventura em Cannes, ou ainda quando fez parte do Cinema Novo com Glauber Rocha. Atualmente, essa temática continua em evidência nos filmes nacionais, dentre os quais destaco dois, Corisco e Dadá e Baile Perfumado. Estes filmes resgatam o tema do cangaço com propostas de novas imagens e novos pontos de vista, com a preocupação de dar uma maior fidelidade à história. Esta fidelidade, porém, é contestada por alguns estudiosos do assunto. O objetivo central desta pesquisa é fazer uma análise histórica dos atuais filmes de cangaço, tratando os aspectos sociais, econômicos, políticos e religiosos da época e como foram tratados no cinema. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VIEIRA, Marcelo Dídimo Souza. Filmes de cangaço : a representação do ciclo na decada de noventa no cinema brasileiro. 2002. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Artes.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.