Busca avançada
Ano de início
Entree

Rituais crepusculares: Joseph Roth e o judaísmo no fin-de-siècle austríaco

Processo: 04/03304-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Convênio/Acordo: DAAD
Pesquisador responsável:Nancy Rozenchan
Beneficiário:Luis Sérgio Krausz
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura alemã   Literatura hebraica   Áustria-Hungria   Exílio   Nostalgia   Judaísmo   Misticismo judaico

Resumo

A literatura de Joseph Roth pode ser vista como busca por uma dimensão épica num mundo dessacralizado e privado de verticalidade, de um referencial atemporal e eterno. O momento histórico em que Joseph Roth compôs a sua obra, isto é, o período compreendido entre a dissolução do Império Austro Húngaro e a ascensão do nazismo, foi também o período em que a Europa Central sepultou os valores sagrados herdados do medievo e do barroco - e, por conseguinte, da tradição clássica. Ao mesmo tempo, a tradição judaica oriental, que ainda sobrevivia nas antigas províncias do Leste do Império Austro-Húngaro, desaparecia com o acirramento das perseguições anti-semitas e a emigração, sendo o que restou obliterado definitivamente pelo nazismo. Impregnada de nostalgia, a obra de Roth é, por um fado, uma longa evocação de um mundo tradicional em vias de desaparecimento e um retrato amargo e pessimista do mundo moderno, cuja agitação permanente aliena o homem de si mesmo. O olhar ao mesmo tempo crítico e nostálgico de Roth é marcado pela tradição mística e filosófica Judaica, desde a tradição dos profetas até as doutrinas místicas do Zohar. Ao mesmo tempo, ele se insere na tradição de seus contemporâneos, autores de ficção judeus cujas obras abordam o confronto do povo judeu e de sua religiosidade com o ateísmo do século 20. Meu objetivo é Iluminar estas tradições Judaicas implícitas na ética e nos sentimentos deste grande autor de língua alemã, praticamente desconhecido no Brasil. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
KRAUSZ, Luis Sérgio. Exílio entre o Shtetl e o crepúsculo: Joseph Roth e o judaísmo no fin-de-siècle austríaco. 2007. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.