Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação dos endocanabinóides e da colecistoquina na atividade do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal e no comportamento alimentar durante a endotoxemia

Processo: 06/56366-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Lucila Leico Kagohara Elias
Beneficiário:Rodrigo César Rorato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09857-0 - Mecanismos neuroendócrinos da regulação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal em modelos clínicos e experimentais de resistência aos glicocorticóides e sepse, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Endocanabinoides   Ingestão de alimentos   Hipotálamo

Resumo

Está bem estabelecido que processos infecciosos desencadeiem respostas adaptativas do organismo, que incluem alterações neuroendócrinas e comportamentais, como, ativação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HHA) e redução da ingestão alimentar. Neurotransmissores e hormônios atuam como moduladores da atividade do eixo HHA e do comportamento alimentar, dentre estes, podemos destacar os endocanabinóides e a colecistoquinina (CCK), que têm participação reconhecida na homeostase energética. Os endocanabinóides, cujos efeitos são mediados pelos receptores de canabinóides CB-1 e CB-2, foram descritos como indutores potentes da ingestão de alimentos. Por outro lado, a CCK tem sido indicada como um dos moduladores que induzem saciedade. A participação dos endocanabinóides e CCK na modulação do comportamento alimentar e atividade do eixo HHA, durante um processo infeccioso, não está bem definida. Assim sendo, o objetivo deste trabalho é investigar a participação dos endocanabinóides e da CCK na ativação do eixo HHA e redução da ingestão alimentar induzida pela administração de LPS. Para tanto, serão realizados protocolos experimentais de estímulo com LPS em ratos pré tratados com agonistas e antagonistas de receptores CB-1 e CB-2 ou antagonista do receptor de CCK-1. Serão avaliadas a ingestão alimentar, as respostas hormonais, imunoexpressão de FOS, alfa MSH e CRH e expressão gênica de CART. (AU)