Busca avançada
Ano de início
Entree

Coordenação entre as respostas celulares ao estresse genotóxico causado pela radiação ionizante em linhagens de glioma proficientes e mutantes para o gene TP53

Processo: 06/01953-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Elza Tiemi Sakamoto Hojo
Beneficiário:Paulo Roberto D'Auria Vieira de Godoy
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Apoptose   Glioblastoma

Resumo

Os defeitos na maquinaria do ciclo celular sendo associados a aberrações cromossômicas ou a alterações na maquinaria de apoptose e de reparo do DNA podem constituir os principais fatores de pré-disposição ao desenvolvimento do câncer. Os tumores cerebrais correspondem a uma pequena parcela de todos os tumores primários, como o glioblastoma, considerado de alto grau de malignidade. O tratamento deste tipo de tumor envolve cirurgia, radioterapia e quimioterapia.A radiação ionizante é um agente poderoso no controle do crescimento tumoral, em vários tipos de câncer, sendo que os seus efeitos podem ser causados de maneira direta ou indireta. As lesões radio-induzidas são detectadas e processadas por uma ampla rede de sinalização celular envolvendo a ativação de genes pertencentes a várias classes (ciclo celular, reparo de DNA, apoptose, metabolismo, transporte, etc.). Neste contexto, o gene TP53, pela sua capacidade de transativação que afeta muitos outros genes, associa-se ao bloqueio no ciclo celular, possibilitando à célula o reparo do dano gerado no DNA, ou a entrada em apoptose, além de influenciar outros processos atuando em coordenação na intrincada cascata genética de respostas ao estresse genotóxico. No presente projeto está sendo proposto um estudo das respostas celulares aos danos induzidos no DNA pela radiação ionizante em níveis de dose elevada, de 2 a 10 Gy (dependendo do ensaio), em linhagens de glioblastoma proficientes e mutantes para o gene TP53, em função do tempo de coleta após o tratamento utilizando técnicas como os testes de citotoxicidade, sobrevivência, apoptose e cometa para determinação das doses e tempos de colheita após a RI para a análise de perfis de expressão gênica por cDNA microarrays, complementados por PCR em tempo real e imunocitoquímica para alguns genes específicos, indicados pela triagem por microarrays. Há a expectativa de obtenção de dados que possam auxiliar no esclarecimento da interconexão entre os processos fisiológicos de resposta ao estresse genotóxico gerado pela RI, em função do tempo, em células de glioblastoma, que são muito resistentes a terapias anticâncer, além de apresentar uma heterogeneidade de resposta entre os pacientes, provavelmente pelos múltiplos eventos mutacionais envolvendo diferentes genes. As informações a serem geradas também poderão contribuir, pelo menos parcialmente, para o estabelecimento de estratégias mais eficazes na radioterapia empregada para os pacientes com glioblastoma.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GODOY, P. R. D. V.; MELLO, S. S.; MAGALHAES, D. A. R.; DONAIRES, F. S.; NICOLUCCI, P.; DONADI, E. A.; PASSOS, G. A.; SAKAMOTO-HOJO, E. T. Ionizing radiation-induced gene expression changes in TP53 proficient and deficient glioblastoma cell lines. MUTATION RESEARCH-GENETIC TOXICOLOGY AND ENVIRONMENTAL MUTAGENESIS, v. 756, n. 1-2, SI, p. 46-55, AUG 30 2013. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.