Busca avançada
Ano de início
Entree

A semantica das relacoes anaforicas entre eventos.

Processo: 06/59088-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Edson Françozo
Beneficiário:Renato Miguel Basso
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Eventos   Proposição   Anáfora

Resumo

O presente projeto investiga os mecanismos anafóricos do português brasileiro (PB) mobilizados para retomar eventos. Para tanto, propõe investigar a nominalização em PB, os usos dos pronomes “isto/isso”, visto que, num primeiro olhar, são Instrumentos para esse tipo de anáfora (“João sentou na cadeira, isso o machucou”, o “isso” retoma o evento sentar (na cadeira), o comportamento das classes vendlerianas frente ao tipo de material lingüístico necessário para retomá-las (p. e, um achievement pode ser retomado da mesma maneira que uma atividade ou um estativo?), e também a distinção entre fatos e eventos, pois apenas os primeiros poderiam ser retomados por descrições definidas. Com esta pesquisa, poderemos ter um argumento sobre a natureza dos eventos: seriam eles particulares ou universais? Partindo de que a ontologia de eventos depende de considerações sobre a linguagem, se os eventos foram retomados como particulares estaremos diante de um argumento a favor de considerá-los como particulares: ambas as entidades participariam então dos mesmos processos lingüísticos da mesma maneira; o mesmo vale, mutatis mutandis, para o casos dos universais. Se, por outro lado, os eventos apresentaram uma dinâmico fórica distinta, teremos então um argumento para considerá-lo como uma entidade autônoma, ao lado de particulares (“cadeiras”) e universais (“(ser) branco”). Essa discussão interessa à lingüística, na medida em que ela tem que se pronunciar sobre o tipo de entidade em que opera p. e, “de novo”. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BASSO, Renato Miguel. A semântica das relações anafóricas entre eventos. 2009. 238 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem Campinas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.