Busca avançada
Ano de início
Entree

Razão e reificação: um estudo sobre Max Weber em "história e consciência de classe", de Georg Lukács

Processo: 07/56948-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Marcos Severino Nobre
Beneficiário:Mariana Oliveira Do Nascimento Teixeira
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/11860-9 - Moral, política e direito: modelos de teoria crítica, AP.TEM
Assunto(s):Racionalização   Teoria crítica

Resumo

O objetivo geral desta pesquisa é analisar a maneira pela qual o filósofo Georg Lukács, em sua obra História e Consciência de Classe (1923), implementa uma apropriação de elementos presentes na obra de Max Weber, procurando articulá-los na elaboração de sua própria teoria - porém num quadro teórico não weberiano, mas fundamentalmente de orientação marxista. Procuraremos esclarecer o caráter dessa apropriação, de forma a responder às seguintes perguntas: a obra de Lukács constitui um quadro teórico "eclético", em que matrizes teóricas distintas (a de Marx e a Weber) se justapõem de maneira fortuita ou contingente? Ou, como é por vezes defendido, tal obra representa o surgimento de um "marxismo-weberiano" (e o que significa isso)? Nesse caso, tratar-se-ia de um marxista leitor de Weber ou um weberiano leitor de Marx? Ou trata-se, ainda, uma outra forma de articulação? Para realizar responder a tais questionamentos, iremos nos centrar no modo pelo qual Lukács articula diversos aspectos da temática weberiana da racionalização do mundo na elaboração de um conceito central em História e Consciência de Classe: o conceito de reificação. A partir da análise das aproximações e distanciamentos entre os conceitos em tela (identificando quais aspectos da obra de Weber sobre a racionalização estão presentes no conceito lukácsiano de reificação, e quais aspectos foram por Lukács descartados) procuraremos testar a nossa hipótese, qual seja: Lukács realiza uma apropriação da temática weberiana da racionalização a partir de um ponto de vista específico - a sua leitura da teoria do capitalismo de Marx (e suas conseqüências), criando seu próprio e original construto teórico. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TEIXEIRA, Mariana Oliveira Do Nascimento. Razão e reificação : um estudo sobre Max Weber em Historia e Consciencia de Classe, de Georg Lukacs. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.