Busca avançada
Ano de início
Entree

ASBBR submetido a diferentes condições de alimentação de água residuária de indústria de higiene pessoal

Processo: 06/58681-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária
Pesquisador responsável:José Alberto Domingues Rodrigues
Beneficiário:Ricardo Polisaitis Oliveira
Instituição-sede: Escola de Engenharia Mauá (EEM). Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/51702-9 - Desenvolvimento de sistemas combinados de tratamento de águas residuárias visando à remoção de poluentes e à recuperação de energia e de produtos dos ciclos de carbono, nitrogênio e enxofre, AP.TEM
Assunto(s):Tratamento biológico anaeróbio   Biomassa imobilizada

Resumo

A preocupação com a qualidade de lançamento de um efluente está fundamentada não somente em atendimento a requerimentos legais, mas também em função dos prejuízos irreversíveis à qualidade da água, de um determinado manancial. Por outro lado, o alto impacto financeiro associado aos custos de lançamento de efluentes em redes coletoras públicas cresce diretamente com a elevação da carga orgânica. Tais fatores tornam a utilização de sistemas de tratamento um instrumento para aumentar lucratividade, competitividade e responsabilidade ambiental da empresa. A aplicação de reatores anaeróbios operados em batelada seqüencial no tratamento de águas residuárias é apropriada para indústrias que lançam efluentes de forma intermitente e para sistemas que visam ao reuso de águas residuárias. A aplicação em escala industrial desta tecnologia ainda requer o conhecimento de fenômenos fundamentais e de aspectos tecnológicos. Dentro desse contexto, esse estudo tem como foco principal avaliar a aplicação de um reator anaeróbio operado em batelada seqüencial com biomassa imobilizada (ASBBR) e recirculação da fase líquida para tratamento de água residuária proveniente de uma indústria de produtos de higiene pessoal. A estabilidade e eficiência do reator serão analisadas em função do aumento de carga orgânica imposta ao sistema variando-se a concentração afluente, o volume tratado por ciclo, e o tempo de enchimento do reator. (AU)