Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficiência de uso de nitrogênio e enxofre pela cana de açúcar (cana soca e ressoca) em sistema conservacionsita (sem queima)

Processo: 07/04670-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 05 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Paulo Cesar Ocheuze Trivelin
Beneficiário:Raul Henrique Sartori
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Enxofre   Nitrogênio

Resumo

Devido à falta de pesquisas relacionadas à aplicação de enxofre e sua interação com o nitrogênio no agrosistema com cana-de-açúcar, o presente trabalho tem por objetivos avaliar o aproveitamento do enxofre, bem como, a interação entre o nitrogênio e o enxofre aplicado no solo como fertilizante no sistema solo-cana-de-açúcar (cana-soca), utilizando-se os isótopos estáveis 15N e 34S. Objetiva-se, também, avaliar a contribuição do nitrogênio do plantio na eficiência de utilização do enxofre aplicado na cana-soca. O experimento será instalado com a variedade SP81 3250, em área comercial, em um Latossolo de textura média (Projeto Temático - Processo FAPESP Nº 02/10534-8). O delineamento experimental na cana-planta foi de blocos casualizados, com 4 repetições, e tratamentos: testemunha (sem adubação nitrogenada) e a dose de N de 80 kg ha-1 com a fonte uréia (U). Na primeira rebrota, as parcelas da cana-planta foram subdivididas em 4 subparcelas, sendo os nívieis de N: 0, 50, 100 e 150 kg ha-1 e, respectivamente, de S: 0, 57, 114 e 171 kg ha-1, na fonte sulfato de amônio (SA). Na cana-soca, foram instalados microparcelas com aplicação de 15N/34S-SA, nas quais, no decorrer do ciclo da primeira rebrota, serão feitas avaliações do N e S. A colheita da cana-soca será realizada 12 meses após o corte da cana-planta. Serão avaliados: a produtividade da cultura, seus atributos tecnológicos, a fitomassa da parte aérea, a utilização do 15N/34S do SA, e o efeito dos tratamentos de cana-planta na utilização de enxofre pela cana-soca, o efeito residual das fertilizações com nitrogênio e enxofre no solo e no sistema radicular da cultura. Nas amostras de planta, parte aérea e sistema radicular, serão feitas determinações de N\S (g kg-1) e de abundância de 15N/34S (% em átomos), avaliando-se, assim, o acúmulo de N\S -total e 15N/34S do SA. Após a colheita da cana soca (segundo corte), as parcelas do experimento receberão fertilização única com N (100 kg ha-1), mesmo aquelas com 0 kg ha-1 de N no plantio e após o primeiro corte. No terceiro corte (a ser realizado 12 meses após o segundo) serão avaliados: a produtividade de colmos ha-1, atributos tecnológicos, fitomassa da parte aérea, acúmulo de macro e micronutrientes e utilização do N/S-SA residual (técnica isotópica) na parte aérea da cana-de-açúcar proveniente dos fertilizantes aplicados após o 1o corte, em amostras a serem colhidas nas microparcelas com SA-15N/34S.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SARTORI, Raul Henrique. Eficiência de uso de nitrogênio e enxofre pela cana-de-açúcar (primeira e segunda rebrota) em sistema conservacionista (sem queima). 2010. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.