Busca avançada
Ano de início
Entree

O que a missão Gaia nos revelará sobre objetos extensos: de nebulosas planetárias a quasares

Processo: 06/04251-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Pesquisador responsável:Ramachrisna Teixeira
Beneficiário:Alberto Garcez de Oliveira Krone Martins
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Astronomia espacial

Resumo

A missão espacial GAIA é um dos projetos mais ambiciosos da astronomia moderna. Com lançamento previsto para 2011, o satélite GAIA deve realizar observações de mais de um bilhão de objetos, originando um catálogo final completo até magnitude Vgaia=20. Todos esses objetos terão medidas astrométricas com precisão inédita, entre 4uas e 0,2mas, além de observações espectro-fotométricas entre 330nm e 1000nm, e espectroscópicas de alta resolução na região do tripleto de Ca II (entre 847nm e 874nm). Esse conjunto de observações possibilitará uma melhor compreensão da formação, evolução, composição e estrutura, de nossa Galáxia, sendo que o satélite ainda deve observar um grande número de quasares (~500.000) e galáxias (10^6-10^7).Atualmente essa missão encontra-se em fase de preparação, na qual são definidas principalmente as tarefas redução e análise de dados. Nessa fase também são iniciadas as execuções de simulações mais detalhadas e também o desenvolvimento de formas para exploração dos dados gerados por essas simulações. É no contexto dessa missão, e sobretudo de sua preparação, que deverá ser desenvolvido o projeto de doutorado aqui proposto. Nossa atenção estará voltada aos objetos extensos que serão observados pelo satélite (como nebulosas planetárias, regiões de HII, galáxias, quasares, etc.), sendo que na atual fase estamos interessados em desenvolver métodos para detecta-los, classifica-los a partir dos parâmetros observáveis (em especial a partir medidas espectro-fotométricas e grandezas daí derivadas) e determinar sua astrometria com a melhor precisão possível. Os parâmetros obtidos a partir do estudo desses objetos pelo satélite GAIA constituirão uma base fundamental em vários domínios do estudo da Astronomia e Astrofísica em um futuro próximo, fornecendo respostas em áreas tão diversas quanto formação e evolução estelar, sistemas planetarios, evolução química da galáxia, dinâmica da galáxia, astronomia extragaláctica e estudos de quasares.