Busca avançada
Ano de início
Entree

Ativação de caspase-1 por patógenos bacterianos e sua importância no controle da infecção microbiana

Processo: 06/55084-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Dario Simões Zamboni
Beneficiário:Tatiana Nunes Silveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Caspase 1   Morte celular   Macrófagos   Imunidade inata

Resumo

Bactérias intracelulares são capazes de invadir e se multiplicar nas células hospedeiras, as quais em muitos casos detectam a presença desses patógenos intracelulares e se dirigem a um processo de morte celular programada. Esse processo, generalizado como apoptose, é controlado por cisteinas proteases (família das caspases) que clivam substratos celulares específicos e induzem morte celular. Entre os diversos membros dessa família, caspase-1 apresenta um papel crucial no combate à infecção. Trata-se da enzima que ativa determinadas citosinas inflamatórias e induz um processo atípico de morte celular pouco conhecido. Recentemente foi revelado que a regulação da ativação de caspase-1 é realizada por receptores intracelulares da família dos NODs (NLRs, do inglês, nod-like receptors). Esses receptores reconhecem a presença de patógenos intracelulares e induzem ativação de caspase-1, o que resulta em bloqueio da multiplicação bacteriana (Zamboni et al., 2006). Os mecanismos pelos quais caspase-1 promove controle da infecção bacteriana são desconhecidos. A proposta do presente projeto de pesquisa consiste na utilização de técnicas modernas de microbiologia celular e molecular para caracterizar o processo de morte celular por caspase-1 assim como investigar os mecanismos pelos quais caspase-1 ativa promove o controle da infecção bacteriana. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.