Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de materiais nanocompósitos e do processo de estereolitografia laser no infravermelho (CO2)

Processo: 06/06436-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Rubens Maciel Filho
Beneficiário:Maria Ingrid Rocha Barbosa Schiavon
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Resinas epoxi   Nanopartículas

Resumo

Este projeto trata do estudo e desenvolvimento de materiais compósitos (polímero/carga) nanoestruturados para a construção de sistema microeletromecânico (MEMS) utilizando o processo da Termolitografia utilizando o laser de CO2. Estes MEMS têm permitido novas soluções, as quais vêm acelerando os desenvolvimentos nos campos de telecomunicações, biotecnologia, monitoramento ambiental, tecnologia da informação, entre outros. O estudo envolve a mistura física de nanopartículas de sílica (carga) dispersa em uma matriz polimérica composta de resina epóxi diglicidil éter bisfenol A (DGEBA) e dietilenotriamina (DETA) como agente de cura. Os nanocompósitos produzidos no processo de cura localizada com laser de CO2 serão testados com relação às suas propriedades finais para verificar se elas atendem às especificações para uma determinada aplicação exigida pelo mercado. O desenvolvimento de relações que possibilitam o conhecimento das propriedades finais do nanocompósito na fase do processo de cura, a partir das condições operacionais, é de grande utilidade para a produção de estruturas finais com propriedades específicas. O primeiro passo para isso é o conhecimento das relações entre as propriedades moleculares e morfológicas, sendo que para isto modelos cinéticos serão desenvolvidos juntamente com análises experimentais, tais como, análise térmica por DSC, espectroscopia por infravermelho (FTIR), e estudo das micrografias por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Uma vez realizado o estudo detalhado das propriedades moleculares, este será incorporado, em uma segunda etapa, à tecnologia da Termolitografia onde serão obtidos os modelos e peças tridimensionais. O desenvolvimento do procedimento de construção de peças e modelos por Termolitografia permite a obtenção de peças com geometria complexa e de tamanho variado inclusive peças em miniatura para aplicações específicas, entre elas, encapsulamento de componentes elétricos, partes internas de quadros distribuidores e de motores e turbinas que requerem materiais superisolantes, material de construção para circuitos de fibra óptica. (AU)