Busca avançada
Ano de início
Entree

Algas aerofíticas de fragmentos de floresta estacional semi-decidual no noroeste paulista

Processo: 07/01667-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Luis Henrique Zanini Branco
Beneficiário:Nadia Martins Lemes da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia   Fragmentos florestais   Algas   São Paulo

Resumo

Embora com hábito primariamente aquático, as algas ocupam grande variedade de ambientes terrestres e podem receber diferentes denominações como crostas microbióticas, crostas criptogâmicas, algas subaéreas, algas aerofíticas e algas terrestres, entre outras. Os ambientes em que ocorrem são muito diversificados como o solo, rochas, cavernas, gelo, neve, em animais, em plantas e podem incluir locais mais hostis, como os desertos extremamente áridos, quentes ou frios. Possuem papel ecológico relevante e diversificado atuando como colonizadores primários, fatores estabilizadores e melhoradores das propriedades dos solos ou adicionadores de nutrientes (destacadamente, carbono e nitrogênio) ao meio. Embora relativamente comum na literatura mundial, o conhecimento da flora de algas terrestres no Brasil é muito deficiente. O presente estudo visa contribuir com o conhecimento taxonômico deste grupo de organismos através do levantamento florístico em áreas de remanescentes de floresta estacional semidecidual no nororeste do estado de São Paulo. Serão amostradas seis áreas florestais, sendo três consideradas grandes (maiores que 200 ha) e três pequenas (entre 50 e 100 ha), onde crescimentos visíveis de algas epífitas, edáficas e epilíticas serão coletados para estudo. O período de amostragens será aquele teoricamente de maior abundância e riqueza de espécies, compreendido entre os meses de março e abril de 2007, equivalente ao final da época chuvosa. Parâmetros físicos e químicos selecionados (pH, irradiância, umidade do ar e temperatura) serão também avaliados, para posterior caracterização do hábitat de cada organismo. Os táxons encontrados e identificados serão descritos e ilustrados segundo à metodologia própria para cada grupo. Adicionalmente, pretende-se, ao final do trabalho, realizar comparações das floras encontradas nos diferentes fragmentos florestais buscando-se por eventuais padrões de distribuição espacial.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEMES-DA-SILVA, NADIA MARTINS; ZANINI BRANCO, LUIS HENRIQUE; NECCHI JUNIOR, ORLANDO. Corticolous cyanobacteria from tropical forest remnants in northwestern Sao Paulo State, Brazil. Rev. bras. Bot., v. 35, n. 2, p. 169-179, 2012. Citações Web of Science: 3.
LEMES-DA-SILVA, NADIA MARTINS; ZANINI BRANCO, LUIS HENRIQUE; NECCHI-JUNIOR, ORLANDO. New aerophytic morphospecies of Cyanobacteria from tropical forest fragments in northwestern Sao Paulo state, Brazil. Acta Botanica Brasilica, v. 24, n. 4, p. 916-923, OCT-DEC 2010. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Nadia Martins Lemes da. Algas e cianobactérias aerofíticas de fragmentos de floresta estacional semidecidual no noroeste paulista. 2009. 107 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro). Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.