Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da preparação e caracterização de sílica híbrida contendo íons de terras raras através do processo sol-gel

Processo: 06/06284-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Eduardo José Nassar
Beneficiário:Lilian Rodrigues Avila Ribeiro
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais   Processo sol-gel   Terras raras   Luminescência

Resumo

A preparação de vidros é uma rota bastante rica do ponto de vista químico, quando se utiliza a metodologia sol-gel. As reações de hidrólise e condensação podem ser controladas pelo fato de partir de soluções com precursores alcóxidos, os quais podem levar a obtenção de uma gama enorme de materiais sólidos, que vai desde materiais cerâmicos até vidros, nas mais variadas formas como filmes finos, fibras, pó ou monolítos. Nas últimas décadas essa metodologia tem se desenvolvido muito rapidamente, tendo também como vantagem, a habilidade na dopagem com íons de terras raras, conduzindo a novas aplicações como ótica não-linear, lasers no estado sólido, fibras óticas, etc. O controle do material final desde a formação da estrutura molecular básica tem tornado a metodologia sol-gel uma das principais ferramentas utilizadas para este fim. Neste trabalho pretendemos estudar a preparação e caracterização de matrizes a base de silício obtida a baixas temperaturas dopadas com íon de terras raras, preparados a partir de precursores como os alcóxidos organofuncionalizados, os quais podem atuar como agentes redutores das perdas de energia por mecanismos vibracionais e amplificadores de sinal. Precursores como o feniltrietoxisilano (PTES) apresenta um grupo fenil que pode atuar como antena, absorvendo e transferindo energia. Alguns estudos têm demonstrado que esse precursor e seus derivados em determinadas condições pode produzir vidros com baixas temperaturas de fusão. Estudo no aumento da eficiência quântica dos íons TR III deverá ser analisada. A utilização da fotoluminecência (FL), ressonância magnética nuclear de 29Si e 13C (RMN), microscopia eletrônica de transmissão (MET) e varredura (MEV), análises térmicas (TG/DTA/DSC), difração de raios X (DRX), analisador de área superficial, espectroscopia de espalhamento Raman, espectroscopia de absorção no infravermelho (IV), e ultravioleta-visível (UV-VIS) deverão ser algumas técnicas empregadas para a caracterização das amostras.