Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao clinica e microbiologica do metronidazol em formulacao gel. perspectivas do uso em periodontia.

Processo: 06/00989-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 31 de maio de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Francisco Carlos Groppo
Beneficiário:Cristiane de Cássia Bergamaschi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontia   Avaliação clínica   Farmacocinética   Metronidazol

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar clínica e microbiologicamente o efeito do metronidazol (MTZ) gel em pacientes fumantes com periodontite crônica, sendo dividido em 3 partes: análise da atividade antimicrobiana in vitro; estudo farmacocinético e estudo da eficácia sobre doença periodontal crônica. O modelo in vitro será contra P. gingivalis. O estudo farmacocinético será em 12 voluntários sadios que receberão dose única de 750mg de MTZ comprimido e MTZ gel a 25%. Amostras de plasma e saliva serão colhidas em 15, 30min, 1, 1h30, 2, 4, 6, 8, 12 e 24h após a administração. As concentrações plasmáticas e salivares serão obtidas por HPLC e avaliados Cmax, Tmax, AUC, VD, CL e T1/2. A composição do biofilme e a resposta clínica serão avaliadas em 30 voluntários fumantes com periodontite crônica, divididos em 3 grupos que receberão os seguintes tratamentos: um comprimido de 750mg de MTZ/dia; 3g de gel de MTZ a 25%/dia e 3g de placebo/dia, todos durante 7 dias. Serão avaliados índice de placa, retração gengival, profundidade de sondagem, nível de inserção clínica relativo, índice gengival, vermelhidão gengival e sangramento à sondagem antes, 45 dias, 3 e 6 meses após o tratamento. Amostras de placa bacteriana subgengival serão submetidas à análise de real time–PCR. Os parâmetros farmacocinéticos serão avaliados através da ANOVA e teste t ou teste de Wilcoxon. Os dados clínicos e microbiológicos serão comparados usando o teste de Kruskal-Wallis e a correlação entre as variáveis em estudo pelo teste de Spearman.