Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de um treinamento físico sobre o equilíbrio estático e dinâmico de mulheres idosas residentes na área de abrangência do Programa Saúde da Família de São Carlos

Processo: 06/06656-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Jorge Oishi
Beneficiário:Mariana Chaves Aveiro
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Programa Saúde da Família   Idosos   Fisioterapia   Equilíbrio postural   Treinamento físico

Resumo

Este estudo propõe verificar a eficácia de um programa de fisioterapia baseado em treinamento de equilíbrio estático e dinâmico, sobre o equilíbrio, a força muscular, risco de quedas e qualidade de vida em mulheres idosas da área de abrangência do Programa Saúde da Família (PSF) de São Carlos. Serão incluídos na Etapa I, todos os idosos, acima de 60 anos, cadastrados no PSF São Carlos, que não apresentem escore sugestivo de demência pelo Mini Exame do Estado Mental ou deficiência física que os impeça de caminhar. Assim, nesta etapa, os idosos serão entrevistados pelos Agentes comunitários da Saúde da cidade de São Carlos/SP, que serão devidamente treinados por uma equipe composta pelos integrantes do projeto “Tecnologia de cuidado para idosos com alterações cognitivas”. Serão incluídas as avaliações da mobilidade e do risco de queda pelo teste Timed Up and Go (TUG) e a argüição sobre ocorrência de quedas e fraturas no último ano, no instrumento de coleta do projeto mencionado. Na Etapa II serão incluídas 40 mulheres idosas, com maior risco de quedas (realizaram TUG em tempo maior que 10 segundos) e 40 mulheres idosas, com menor risco de quedas (realizaram TUG em tempo menor que 10 segundos), para avaliar os efeitos de um programa de atividade física, que inclua treino de equilíbrio, atividades lúdicas, por meio de jogos de bola e competições, por 12 semanas. Serão avaliados antes, e ao final do período de treinamento pela escala de equilíbrio de Berg, pelo questionário de qualidade de vida WHOQOL-bref e por avaliações em laboratório do controle postural em plataforma de força e do torque muscular de extensão e flexão do joelho e dorsiflexão e flexão plantar do tornozelo. Também serão avaliadas ao início e a cada 4 semanas de treinamento pelo TUG. Os idosos serão estimulados a continuarem com os exercícios após finalizado o treinamento e investigar-se-á as razões da continuidade ou não dos exercícios, bem como os fatores sócio-demográficos e funcionais que podem ter favorecido esta continuidade, após 12 semanas de encerramento do treinamento. Os dados serão analisados estatisticamente para serem estabelecidas as diferenças entre os grupos e os efeitos do treinamento, que positivos, serão sugeridos as Equipes de Saúde da Família, como sugestão de prevenção, promoção e recuperação à saúde dos idosos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARIANA CHAVES AVEIRO; PATRICIA DRIUSSO; JULIA GIANJOPPE DOS SANTOS; VIVIANE DASSI KIYOTO; JORGE OISHI. Effects of a group-based exercise program on muscle strength and postural control among community-dwelling elderly women: a randomized-controlled trial. Rev. bras. geriatr. gerontol., v. 16, n. 3, p. -, Set. 2013.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.