Busca avançada
Ano de início
Entree

A questão urbana no universo fronteiriço sobre a fronteira internacional de Ponta Porã/MS

Processo: 06/05376-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Angélica Aparecida Tanus Benatti Alvim
Beneficiário:Isabella Benini Lolli Ghetti
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Urbanismo   Planejamento territorial urbano

Resumo

A pesquisa aborda o processo de urbanização de cidades em localizações especiais – fronteira - e os métodos específicos de planejamento urbano destas localizações. O trabalho objetiva estudar, em uma visão integradora e comparativa, a partir das teorias e práticas urbanísticas desenvolvidas no Brasil e em países latino-americanos, tal processo nas cidades-gêmeas Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai). Por cidades-gêmeas entende-se cidades em contato direto. A pesquisa discute a evolução das cidades, por meio da análise da sua forma, da ação do poder local e do poder colonial, apresentando uma visão do uso do espaço urbano e sua transformação ao longo do tempo, entendendo a realidade urbana das cidades fronteiriças (sua densidade, sustentabilidade, legislação e morfologia urbanas) a partir de um diagnóstico comparativo com outras cidades ibero-americanas . A partir da compreensão do desenvolvimento urbano, procura-se construir uma visão daquela sociedade em sua complexidade com suas diferenças e contradições, materializada nas várias formas de expressão sócio-cultural, trabalhando as noções de matriz urbana e de identidade cultural em um contexto de fronteira, na perspectiva abordada por Boaventura de Souza Santos em seus estudos sobre identidade e cultura de fronteira.O trabalho nasce de minha participação na equipe que elaborou o Plano Diretor Participativo da cidade de Ponta Porã. Ressalta-se também o fator biográfico decorrente da vivência por muitos anos em uma cidade fronteiriça, o que ajuda na compreensão de questões como cultura, espaço e sociedade. A relevância do tema é explicada, contudo, devido à escassez de bibliografia a respeito, considerando-se, portanto, uma pesquisa relativamente inédita.