Busca avançada
Ano de início
Entree

Genes candidatos a seleção e populações ameríndias: desvendando a relação entre seleção e demografia

Processo: 06/61704-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Diogo Meyer
Beneficiário:Márcia Regina Pincerati
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/01583-8 - Seleção natural e variação genética em humanos: estudos em genes HLA e população ameríndias, AP.JP
Assunto(s):Genética populacional   Polimorfismo genético   Seleção natural

Resumo

O estudo BOS efeitos de seleção natural sobre genes humanos tem assumido maior proeminência recentemente e um grande número de genes sob seleção na história da nossa espécie foi descoberto. Uma questão chave nos estudos de seleção é a distinção entre os efeitos de seleção e demografia nos padrões de variação encontrados, uma vez que ambos os fatores podem deixar sinais similares. O objetivo deste trabalho é distinguir entre os efeitos da seleção natural e fatores demográficos na história evolutiva de populações ameríndias para três genes candidatos: HLA-G, MC1R e ABO. Esses genes foram escolhidos devido à sua importância funcional e as evidências de seleção em outras populações estudadas. As populações indígenas das Américas apresentam uma história demográfica caracterizada por uma alta diferenciação inter-populacional, baixa diversidade intra-populacional e tamanhos efetivos populacionais baixos, oferecendo ótimas oportunidades para estudos de seleção. Através de uma análise comparativa entre o polimorfismo dos Genes candidatos será possível examinar os efeitos conjuntos da história demográfica e de seleção sobre a diversidade dos mesmos. Marcadores neutros altamente variáveis espalhados pelo genoma serão utilizados para fazer inferências sobre as principais características demográficas das populações estudadas, permitindo que a comparação com análise dos genes candidatos separe a contribuição relativa dos processos de seleção e demografia na diversificação destes genes nas Américas. (AU)