Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da indução de receptores B1 de cininas em vasos sanguíneos de ratos hipertensos por infusão de Angiotensina II

Processo: 08/52080-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Maria Helena Catelli de Carvalho
Beneficiário:Luciana dos Reis Rigueiral Giaquinto
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio   Cininas   Hipertensão   Angiotensina II   Sistema renina-angiotensina   Vasos sanguíneos

Resumo

O Sistema Renina-Angiotensina é fundamental na regulação da pressão arterial e homeostase. A angiotensina II (Ang II) promove ativação de vias intracelulares relacionadas à vasoconstrição, ao crescimento celular e inflamação vascular e hipertensão. O Sistema Calicreína-Cininas é um importante modulador das funções cardiocirculatórias. Através de receptores B1 (induzíveis) e B2 (constitutivos) as cininas participam de vários processos fisiológicos, como vasodilatação, liberação de autacóides e inflamação. Inúmeros estudos demonstraram que o controle das funções circulatórias e da pressão arterial é resultado, ao menos em parte, da interação funcional entre componentes dos Sistemas Calicreína-Cininas e Renina-Angiotensina. Recentemente, vem sendo sugerido um novo ponto de interação entre os sistemas descritos. Foi demonstrado que a infusão de Ang II, na dose de 400ng/Kg/min por 14 dias é capaz de causar hipertensão e induzir a expressão funcional de receptores B1 de cininas na aorta de ratos. Entretanto, com este protocolo de infusão de Ang II (400ng/kg/min por 14 dias) não foi possível observar qual o tempo exato de indução desses receptores e também se sua indução estaria relacionada com os efeitos agudos e crônicos da infusão de Ang II. Os receptores B1 de cininas são considerados receptores envolvidos no processo inflamatório crônico, pois uma vez induzidos, não sofrem dessensibilização, como os receptores B2, entretanto, pouco se sabe sobre quais as conseqüências da infusão de Ang II no decurso temporal da indução de receptores B1 e a importância desses receptores no processo inflamatório agudo e crônico induzido pela Ang II. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GIAQUINTO, Luciana dos Reis Rigueiral. Indução de receptor B1 de cininas em vasos sanguineos de ratos hipertensos por infusão de angiotensina II: estudo molecular e funcional.. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.