Busca avançada
Ano de início
Entree

Sequestro de carbono em reflorestamento com associações de espécie da Mata Atlântica em Botucatu, SP

Processo: 06/06315-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Pesquisador responsável:Vera Lex Engel
Beneficiário:Lauro Rodrigues Nogueira Junior
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Restauração ecológica   Reflorestamento   Mata Atlântica   Gases do efeito estufa   Sequestro de carbono   Dinâmica do carbono   Biomassa   Mudança climática

Resumo

Atualmente vêm sendo discutidas internacionalmente propostas para a redução da emissão de Gases de Efeito Estufa e promoção de seqüestro de carbono atmosférico. Nesse cenário, a restauração de ecossistemas degradados vem ganhando importância, recentemente os programas de fomento vinculados a esta atividade buscam a agregação de valores, em especial ao sequestro de carbono. O presente estudo perseguirá os seguintes objetivos: a) avaliar aspectos e capacidade do sequestro de carbono por diferentes modelos de associação de espécies da Mata Atlântica, implantados entre nove e dez anos, tanto na biomassa arbórea como no solo; b) caracterizar as mudanças nas condições físicas, químicas e biológicas desses solos como efeito do reflorestamento. As áreas experimentais estão localizadas na Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA/UNESP) em Botucatu-SP. Os solos das áreas experimentais são um Nitossolo Vermelho e um Argissolo Vermelho-Amarelo. Seis tratamentos serão usados: Testemunha; Semeadura Direta; Taungya; Consorciação; Restauração e Fragmentos Florestais. A textura, densidade e porosidade serão avaliadas na camada do solo de 0 a 40cm, a fertilidade e micro-nutrientes na camada de 0 a 40cm e o carbono da biomassa microbiana nas camadas de 0 a 20cm. Os métodos não destrutivos para a análise do carbono na biomassa vegetal serão apoiados por equações alométricas. O volume total de carbono estocado será determinado pela soma do carbono na biomassa vegetal acima do solo, na serapilheira e no solo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NOGUEIRA JUNIOR, LAURO RODRIGUES; ENGEL, VERA LEX; PARROTTA, JOHN A.; GALVAO DE MELO, ANTONIO CARLOS; RE, DANILO SCORZONI. Allometric equations for estimating tree biomass in restored mixed-species Atlantic Forest stands. Biota Neotropica, v. 14, n. 2, p. 1-9, Abr. 2014. Citações Web of Science: 8.
RODRIGUES NOGUEIRA, JR., L.; DE MORAES GONCALVES, J. L.; LEX ENGEL, V.; PARROTTA, J. Soil dynamics and carbon stocks 10 years after restoration of degraded land using Atlantic Forest tree species. FOREST SYSTEMS, v. 20, n. 3, p. 536-545, DEC 2011. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JUNIOR, Lauro Rodrigues Nogueira. Estoque de carbono na fitomassa e mudanças nos atributos do solo em diferentes modelos de restauração da Mata Atlântica. 2010. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.