Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre o ácido jasmônico e outras classes hormonais na resposta à herbivoria em Lycopersicon esculentum Mill. Syn. Solanum lycopersicon L. (Solanaceae)

Processo: 06/05911-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Marcelo Lattarulo Campos
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Animais herbívoros   Ácido jasmônico

Resumo

O tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill. Syn. Solanum lycopersicon L. [Solanaceae]) é uma hortaliça de grande interesse econômico mundial. Porém, o cultivo do tomate é considerado como investimento de alto risco, devido à elevada suscetibilidade desta planta a pragas (insetos, nematóides e ácaros) e doenças causadas por vírus, bactérias e fungos. A dependência dessa cultura em agroquímicos eleva o custo de produção e é potencial causador de danos ambientais, como contaminações e favorecimento do aparecimento de outras pragas e doenças. Os tricomas são uma das formas de defesa natural a herbivoria encontradas no tomateiro. Nos tricomas glandulares dessa Solanaceae, há produção de compostos secundários e proteínas capazes de gerar efeito metabólico tóxico ou deterrente. Dessa forma, os tricomas agem de forma mecânica ou quimicamente conferindo resistência a artrópodes. Determinadas vias de sinalização e rotas metabólicas responsáveis pela geração de tricomas, ou pela produção dos metabólitos secundários e proteínas com ação inibidora presentes nestes, estão comprovadamente ligadas a hormônios vegetais. Isso faz dos hormônios vegetais importantes moléculas sinalizadoras na defesa a herbivoria no tomateiro. O ácido jasmônico (JA) é uma das moléculas chave no processo de sinalização em resposta a lesões, causadas ou não por herbivoria. Além disso, vários são os indícios que levam a crer que a interação de JA com as principais classes hormonais seja responsável por grande parte das respostas a lesões. Contudo, essa abordagem integrativa é, na maioria das vezes, negligenciada sendo que boa parte dos trabalhos se concentram no efeito isolado do JA. O presente projeto propõe a obtenção de duplos mutantes hormonais (ácido jasmônico x outros fitohormônios) no tomateiro, a fim de verificar o impacto dessas interações na defesa à herbivoria. Para tal, duplos mutantes entre JA e as principais classes hormonais (auxina, citocinina, giberelina, ácido abscísico, etileno e brassinoesteróides) serão produzidos dentro da cv. Micro-Tom, sendo então utilizados para medir a quantidade de tricomas formados, os níveis de metabólitos secundários e proteínas inibidoras produzidas, bem como a resistência ao ataque de pragas. Assim, este trabalho fornecerá informações sobre a importância da interação hormonal na defesa a herbivoria no tomateiro. Embora não seja o foco principal do presente projeto, espera-se ainda que tais informações sejam úteis nos programas de seleção de genótipos resistentes a pragas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMPOS, MARCELO LATTARULO; CARVALHO, ROGERIO FALLEIROS; BENEDITO, VAGNER AUGUSTO; PEREIRA PERES, LAZARO EUSTAQUIO. Small and remarkable The Micro-Tom model system as a tool to discover novel hormonal functions and interactions. PLANT SIGNALING & BEHAVIOR, v. 5, n. 3, p. 267-270, 2010. Citações Web of Science: 8.
CAMPOS, MARCELO LATTARULO; DE ALMEIDA, MARCILIO; ROSSI, MONICA LANZONI; MARTINELLI, ADRIANA PINHEIRO; LITHOLDO JUNIOR, CELSO GASPAR; FIGUEIRA, ANTONIO; RAMPELOTTI-FERREIRA, FATIMA TERESINHA; VENDRAMIM, JOSE DJAIR; BENEDITO, VAGNER AUGUSTO; PEREIRA PERES, LAZARO EUSTAQUIO. Brassinosteroids interact negatively with jasmonates in the formation of anti-herbivory traits in tomato. Journal of Experimental Botany, v. 60, n. 15, p. 4346-4360, NOV 2009. Citações Web of Science: 80.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMPOS, Marcelo Lattarulo. Controle hormonal da defesa à herbivoria em tomateiro. 2009. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.