Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização populacional de Culex quinquefasciatus (Diptera:Culicidae): aspectos moleculares, cariotípicos e morfométricos

Processo: 06/05164-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Lincoln Suesdek Rocha
Beneficiário:Maria Cristina Jurcovichi Peruzin
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Culicidae   Culex quinquefasciatus   Filariose   Evolução molecular   Controle de insetos

Resumo

Culex quinquefasciatus é um dos culicídeos de grande importância médica no mundo. Essa espécie é a principal vetora de filariose bancroftiana na região Neotropical e pode transmitir arbovírus entre animais e humanos, como o vírus do Nilo Ocidental (WNV), o agente etiológico de uma severa encefalite. Esse mosquito tem hábitos sinantrópicos, é capaz de viver em ambientes poluídos dos centros urbanos e pode apresentar resistência a alguns inseticidas. Devido à sua relevância médica, Cx. quinquefasciatus tem sido alvo de diversas tentativas de eliminação ou controle populacional. Métodos de controle enfrentam como fator limitante a microevolução dessa espécie, processo através do qual esses insetos desenvolvem resistência a inseticidas e tolerância a ambientes urbanos poluídos. Dessa forma, estudar-se a microevolução dessa espécie torna-se uma questão central em entomologia médica. Estudos microevolutivos iniciam-se com a caracterização comparativa de populações, ao longo de transectos geográficos. Cx. quinquefasciatus tem sido estudada em diversas partes do mundo quanto à diferenciação populacional estrutura genética populacional, e resistência a inseticidas. No entanto, apesar deste cenário, no Brasil os estudos populacionais envolvendo Cx. quinquefasciatus ainda são escassos. No município de São Paulo há populações de Cx. quinquefasciatus em área urbana próxima ao rio Pinheiros que sobrevivem à poluição e a aplicações periódicas de adulticidas piretróides. Ainda no estado de São Paulo, há populações no município de Pariquera-Açu (a 150 km da capital) vivendo em ambiente semi-rural e livre de poluição e inseticidas. Não se sabe se há diferenciação genético-morfológica ou se há fluxo gênico entre as populações dessas duas localidades ambientalmente tão distintas. Para testar tal hipótese, essas duas populações serão comparadas utilizando-se simultaneamente parâmetros biológicos reconhecidamente úteis para caracterização populacional: a) caracteres cromossômicos; b) aspectos do DNA ribossômico; c) morfometria geométrica alar. Espera-se assim, identificar possíveis variações biológicas de significância evolutiva nessa espécie, as quais poderão auxiliar o aprimoramento de métodos de controle desse inseto-vetor. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIDAL, PALOMA OLIVEIRA; PERUZIN, MARIA CRISTINA; SUESDEK, LINCOLN. Wing diagnostic characters for Culex quinquefasciatus and Culex nigripalpus (Diptera, Culicidae). Revista Brasileira de Entomologia, v. 55, n. 1, p. 134-137, JAN-MAR 2011. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.