Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficácia da fisioterapia sobre a postura e o equilíbrio em idosas com osteoporose: um ensaio clínico randomizado

Processo: 07/01611-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Amélia Pasqual Marques
Beneficiário:Thomaz Nogueira Burke
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Idosos   Força muscular   Postura   Flexibilidade   Equilíbrio

Resumo

As quedas na população idosa vêm sendo consideradas como um dos grandes problemas de saúde pública, gerando custos governamentais ligados a atendimentos especializados e principalmente com internações hospitalares. Dentre os vários fatores de risco relacionados às quedas, destacamos a diminuição do equilíbrio, da força muscular e a diminuição da flexibilidade como aspectos reversíveis após treinamento. Este estudo tem como objetivo estudar a eficácia de dois programas de fisioterapia baseados no treino de equilíbrio, fortalecimento e alongamento muscular sobre a postura e o equilíbrio de idosas com osteoporose. Além disso, estudaremos a relação entre alterações posturais, equilíbrio e mobilidade nesta população. Para isso serão avaliadas 80 idosas com diagnóstico de osteoporose, classificadas de acordo com a OMS, com Densitometria Mineral Óssea de -2,5 desvios-padrão em relação a adultos jovens, na região da coluna lombar ou colo do fêmur total, com 65 anos ou mais de idade, a fim de se obter dados referentes à postura (avaliação pelo software SAPO e pelo Índice de Cifose Torácica), equilíbrio (escala de Berg e CTSBI modificado; Balance Master), força muscular (dinamômetro) e flexibilidade (teste terceiro dedo ao chão e goniometria da articulação do joelho e tornozelo), e Teste de 100% do limite de estabilidade (pelo Balance Master). Após as avaliações, os indivíduos serão alocados aleatoriamente em um dos três grupos de tratamento: Grupo I equilíbrio com fortalecimento (n=20), Grupo II equilíbrio com alongamento muscular (n=20) e Grupo III que não fará atividade e será o grupo controle (n=40). A hipótese a ser testada é que o treino do grupo I será mais eficaz que o do grupo II na melhora do equilíbrio e no alinhamento postural. Ainda esperamos encontrar uma relação direta entre alterações posturais (tais como hipercifose torácica e anteriorização de cabeça) e déficit de equilíbrio. Para a análise estatística será considerado um nível de significância com p< 0.05.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BURKE, THOMAZ NOGUEIRA; RENOVATO FRANCA, FABIO JORGE; FERREIRA DE MENESES, SARAH RUBIA; CARDOSO, VIVIAM INHASZ; RODRIGUES PEREIRA, ROSA MARIA; DANILEVICIUS, CAMILLE FIGUEREDO; MARQUES, AMELIA PASQUAL. Postural control among elderly women with and without osteoporosis: is there a difference?. São Paulo Medical Journal, v. 128, n. 4, p. 219-224, JUL 1 2010. Citações Web of Science: 21.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BURKE, Thomaz Nogueira. Eficácia da fisioterapia sobre a postura e o equilíbrio em idosas com osteoporose: ensaio clínico randomizado. 2009. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.