Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas da fotossíntese a baixa temperatura noturna em laranjeira "valência"

Processo: 06/59382-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Eduardo Caruso Machado
Beneficiário:Daniela Favero São Pedro Machado
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/57862-8 - Florescimento e frutificação em laranjeira Valência: aspectos anatômicos, fisiológicos, bioquímicos e moleculares, AP.TEM
Assunto(s):Balanço de energia   Baixa temperatura   Fotossíntese   Citrus sinensis

Resumo

As laranjeiras caracterizam-se por apresentarem durante todo ano folhas verdes, ou seja mantém ativa sua capacidade de fotossintetizar durante todo o ano. No entanto, no campo, a planta é submetida a grande variação estacional na disponibilidade de água, na radiação solar, na temperatura do ar e de solo. No decorrer de um ano, tais variações no ambiente condicionam a fenologia das plantas e a variação da eficiência de vários processos fisiológicos, destacando-se a fotossíntese. Fotossíntese é o processo responsável pelo acúmulo de toda matéria orgânica nas plantas. A fotossíntese máxima em laranjeiras nas condições do Estado de São Paulo ocorre no verão quente e úmido, decaindo progressivamente até alcançar valores mínimos nos meses de inverno, frio e seco. Em laranjeira sem deficiência hídrica, a produção fotossintética diária, em um dia claro de verão, é ao redor de 2 vezes maior que no inverno e 1,5 vez maior que no outono. Nos meses de inverno, em plantas sob irrigação, a menor taxa de fotossíntese pode estar relacionada tanto com a menor demanda por fotoassimilados, devido à menor taxa de crescimento, como com a diminuição da temperatura do ar que ocorre principalmente durante a noite e do abaixamento da temperatura no solo. Neste trabalho tem-se como objetivo estudar os efeitos da temperatura baixa noturna na parte aérea sobre a fotossíntese em laranjeiras. Valência', em condições controladas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SAO PEDRO MACHADO, DANIELA FAVERO; RIBEIRO, RAFAEL VASCONCELOS; GOMES DA SILVEIRA, JOAQUIM ALBENISIO; MAGALHAES FILHO, JOSE RODRIGUES; MACHADO, EDUARDO CARUSO. Rootstocks induce contrasting photosynthetic responses of orange plants to low night temperature without affecting the antioxidant metabolism. THEORETICAL AND EXPERIMENTAL PLANT PHYSIOLOGY, v. 25, n. 1, p. 26-35, 2013. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.