Busca avançada
Ano de início
Entree

Propriedades viscoelásticas de resinas para base de prótese e reembasamento. efeito da desinfecção por microondas e da incorporação de cargas de reforço

Processo: 07/01819-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Vergani
Beneficiário:Carlos Eduardo Leao Lombardo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Reabilitação bucal   Resinas acrílicas   Micro-ondas

Resumo

A análise de corpos-de-prova obtidos com a combinação de resinas de base e reembasadores imediatos tem indicado significativa redução nas propriedades mecânicas das bases de prótese, resultados relacionados, parcialmente, à menor resistência mecânica dos materiais reembasadores quimicamente ativados. Dessa forma, as propriedades dos materiais reembasadores deveriam ser melhoradas visando aumentar a longevidade das próteses reembasadas. Além disso, outro aspecto a ser considerado é que, apesar da desinfecção de bases de próteses, intactas ou reembasadas, por meio da irradiação por microondas ser eficiente sob o ponto de vista microbiológico, o aquecimento durante a desinfecção por microondas pode resultar em alterações dimensionais e também ultrapassar a temperatura de transição vítrea dos materiais, alterando suas propriedades físico-mecânicas. Apesar disso, não há relatos na literatura sobre a temperatura atingida nos polímeros durante a desinfecção por microondas, bem como o efeito desse procedimento sobre as propriedades viscoelásticas de resinas acrílicas. O objetivo deste estudo será analisar o efeito da desinfecção por microondas e da incorporação de cargas de reforço sobre as propriedades viscoelásticas de duas resinas para base de prótese (reembasamento mediato) e duas resinas para reembasamento imediato. Além disso, será realizada a mensuração da temperatura atingida nesses polímeros durante a irradiação por microondas. Para a realização da mensuração da temperatura dos polímeros durante o procedimento de desinfecção por microondas, serão confeccionados 6 corpos-de-prova sem reforço e 6 corpos-de-prova reforçados (40X10X2 mm) com flocos de vidro incorporados na proporção de 5% na massa do pó de cada material. Após sua confecção, os corpos-de-prova serão submetidos à desinfecção por microondas (650 W/3 min) e a temperatura no interior dos polímeros será mensurada por meio de sensores de fibra óptica. Além disso, para a análise do efeito da desinfecção por microondas e da incorporação de cargas de reforço sobre as propriedades viscoelásticas desses materiais, serão confeccionados 48 corpos-de-prova (40X10X2 mm) para cada material (24 sem reforço e 24 com reforço). Para a confecção dos corpos-de-prova reforçados será incorporado 5 % de flocos de vidro na massa do pó das resinas para base de prótese ou para reembasamento imediato. As propriedades viscoelásticas desses materiais serão verificadas por meio da utilização de análise térmica dinâmico-mecânica (1 Hz; 2ºC/ min). Para isso, os corpos-de-prova de cada material serão divididos em 4 grupos experimentais (n=6) : Controle 1 - os corpos-de-prova das resinas quimicamente ativadas (reforçados ou não) serão submetidos aos ensaios térmicos dinâmico-mecânicos após seu acabamento. Os corpos-de-prova das resinas para base de prótese (reforçados ou não) serão analisados após armazenagem em água destilada por 50±2 h; Experimental 1 - os ensaios térmicos dinâmico-mecânicos serão realizados após irradiação dos corpos-de-prova por microondas durante 3 minutos a 650 W; Controle 2 - os corpos-de-prova (reforçados ou não) serão submetidos ensaios térmicos dinâmico-mecânicos após armazenagem em água destilada a 37ºC pelo período de 7 dias; Experimental 2 - os ensaios térmicos dinâmico-mecânicos serão realizados após irradiação diária dos corpos-de-prova por microondas (3 minutos a 650 W) durante o período de 7 dias consecutivos. Um teste piloto será realizado inicialmente para avaliar a variabilidade dos resultados e definir o volume das amostras. Após sua obtenção, os resultados serão avaliados com relação a sua aderência à curva de normalidade para, posteriormente, selecionar o modelo estatístico mais adequado para análise.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LEAO LOMBARDO, CARLOS EDUARDO; CANEVAROLO, SEBASTIAO VICENTE; DOS SANTOS NUNES REIS, JOSE MAURICIO; MACHADO, ANA LUCIA; PAVARINA, ANA CLAUDIA; GIAMPAOLO, EUNICE TERESINHA; VERGANI, CARLOS EDUARDO. Effect of microwave irradiation and water storage on the viscoelastic properties of denture base and reline acrylic resins. JOURNAL OF THE MECHANICAL BEHAVIOR OF BIOMEDICAL MATERIALS, v. 5, n. 1, p. 53-61, JAN 2012. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LOMBARDO, Carlos Eduardo Leao. Efeito da irradiação por microondas sobre as propriedades viscoelásticas de resinas para base de prótese e reembasamento. 2009. 126 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araraquara). Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.