Busca avançada
Ano de início
Entree

Oxido nitrico e isoflavonas no carcinoma de mama.

Processo: 07/52765-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Ione Salgado
Beneficiário:Pablo Gomes Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas   Óxido nítrico   Isoflavonas   Neoplasias mamárias

Resumo

O carcinoma mamário é o segundo em freqüência no mundo e o primeiro entre as mulheres. Tanto o desenvolvimento do tumor como o processo de metástase parecem ser influenciados pelo óxido nítrico (NO), um radical com ampla bioatividade. Em soja o NO se mostrou eficiente em ativar a via dos fenilpropanóides desencadeando a síntese de isoflavonas. A estes fitoquímicos têm sido atribuídos os efeitos benéficos da soja na saúde humana, embora haja dados controversos de alguns trabalhos. Dentro deste contexto, o presente projeto de pesquisa tem como principais objetivos (1) comparar a eficiência de moléculas doadoras de NO em ativar o metabolismo secundário de soja visando à produção de isoflavonas com atividade terapêutica, (2) utilizar a espectrometria de massas para identificar as isoflavonas produzidas pela soja em resposta ao tratamento com NO, (3) estabelecer um método eficiente para produção de isoflavonas aglicosiladas, (4) analisar a eficiência das isoflavonas em atuar como agentes seqüestraste de NO e O2-(5) analisar o efeito das isoflavonas e do NO no crescimento de células MCF-7 de tumor mamário humano. Os resultados deste estudo poderão viabilizar o desenvolvimento de uma metodologia eficiente em aumentar a síntese de isoflavonas de soja, minimizando os custos de produção destes fitofármacos e, também, contribuir para um maior esclarecimento da relação entre flavonóides e NO no câncer de mama. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.