Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional de mutacoes da tireoperoxidase (tpo) identificadas em pacientes com hipotireoidismo congenito com defeito parcial de incorporacao de iodeto.

Processo: 07/52121-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Geraldo Antônio de Medeiros Neto
Beneficiário:Paola Rossi Mezalira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotireoidismo congênito   Hormônios tireóideos   Mutação

Resumo

O hipotireoidismo congênito (HC) acontece em 1/3000-4000 crianças nascidas vivas. Defeitos da síntese dos hormônios tireóideos ou dishormogêneses acontecem em 10-15%, geralmente associados a bócio. Defeitos na atividade da tireoperoxidase (TPO) comprometem a incorporação de iodeto na tireoglobulina e são detectados em mais de 50% das dishormogêneses. O defeito na incorporação de iodeto pode ser total (DTII), quando a descarga de iodeto é >80%, ou parcial (DPII) quando a descarga é de 80 a 25%. O objetivo deste estudo é realizar estudo funcional da proteína TPO mutada no exon 11 com a alteração 2068C>G que leva a troca Q660E. Esta mutação foi identificada por nosso grupo em pacientes brasileiros com HC com DPII (Santos et al., 1999). Para determinar a atividade da TPO660, células HEK293 serão transfectadas com os plasmídios pCMV-TPO e pCMV-TPO660 que contêm o gene TPO e TPO660 (mutado) respectivamente. A proteína TPO660 será caracterizada quanto a: peso molecular, através de eletroforese em gel de poliacrilamida e hibridização com anticorpo específico; localização intracelular através de imuno-histoquímica e ensaio de imunofluorescência indireta e avaliação da atividade enzimática através do ensaio de oxidação de guaiacol. Estes resultados permitirão verificar o efeito da mutação Q660G na atividade enzimática da TPO, e se a mesma é responsável pelo HC dos pacientes com DPII. Este trabalho é inédito, sendo que a mutação só foi identificada em indivíduos brasileiros. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MEZALIRA, Paola Rossi. Rastreamento e estudo funcional de alterações no gene da tireoperoxidase associadas ao hipotireoidismo congênito com defeito parcial de incorporação de iodeto. 2011. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.