Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos citogenéticos em espécies de raias do gênero Potamotrygon (batoidei, Potamotrygonidae), na bacia superior do Rio Paraná

Processo: 07/53884-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Fausto Foresti
Beneficiário:Vanessa Paes da Cruz
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citogenética   Potamotrygonidae

Resumo

As raias da família Potamotrygonidae compreendem de 16 a 20 espécies e se distribuem nos gêneros Plesiotrygon, Paratrygon e Potamotrygon, que são encontradas nos principais sistemas fluviais da América do Sul. Há poucos dados citogenéticos disponíveis, se considerarmos o fato de ser conhecida a morfologia cariotípica de apenas 6% das 1.100 espécies viventes. Entre as poucas espécies já estudadas, sabe-se que Potamotrygon motoro e Potamotrygon orbignyi possuem o mesmo número diplóide de 2n=66 cromossomos; para a espécie Potamotrygon falkneri ainda não há registros citogenéticos. Considerando a variabilidade cariotípica encontrada entre os representantes da família Potamotrygonidae, o presente projeto tem como objetivo principal caracterizar o cariótipo das espécies do grupo (Potamotrygon motoro, Potamotrygon orbigny e Potamotrygon falkneri), de ocorrência recente nos componentes da bacia hidrográfica do Alto Paraná, identificando as regiões organizadoras de nucléolos (RONs), estabelecendo os padrões de distribuição de heterocromatina constitutiva (Bandas C), identificando a presença de bandas longitudinais nos cromossomos (Bandas R) e identificando cístrons ribossômicos (DNAr 18S e 5S) através da aplicação da técnica de FISH. Os resultados obtidos poderão auxiliar a compreensão dos processos envolvidos na diversificação da família Potamotrygonidae e tais informações serão utilizadas na identificação dos mecanismos determinantes do processo de colonização. (AU)