Busca avançada
Ano de início
Entree

Procedimentos para avaliação instrumental da pronúncia do português brasileiro por crianças de 5 a 7 anos de idade

Processo: 07/02255-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Eleonora Cavalcante Albano
Beneficiário:Larissa Mary Rinaldi
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

Existem várias abordagens teóricas que podem fundamentar a terapia fonoaudiológica para queixas de pronúncia em crianças. A abordagem articulatória no sentido fisiológico reduz as questões de linguagem a perturbações musculares. A abordagem que versa sobre os desvios fonológicos busca numa organização não padrão a fonte das possíveis queixas. Propõe-se neste trabalho a ótica trazida pela Fonologia Acústico-Articulatória, que leva em conta a gradiência dos processos fônicos e propõe o uso de Análise Acústica para revelar a dinmica articulatoria.Os estudos das crianças com dificuldades de pronúncia tem utilizado uma criança sem queixas como termo de comparação. Porém, a situação ideal seria ter dados de vários sujeitos coletados com base num corpus de referencia. A naturalidade de fala, neste contexto, torna-se uma preocupação, e visando contemplá-la, objetiva-se comparar 2 contextos de gravação. Os contextos são: controlado, com uso de logatomas inseridos em frase veículo; balanceado, com histórias infantis especialmente construídas.Acredita-se que o contexto foneticamente balanceado apresentaria diferenças pequenas ou nulas nos valores dos parâmetros fonético-acústicos com relação a um contexto controlado, devido à natureza mais lenta da pronúncia da criança.Elaborou-se um estudo piloto à guisa de exemplo, que sugere que em análise de formantes (F1 e F2) de vogais não há diferenças entre os dois contextos.Espera-se demonstrar que a ótica din`mica é capaz de refinar e renovar os procedimentos de avaliacao de linguagem.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RINALDI, Larissa Mary. Procedimentos para a análise de vogais e obstruintes de fala infantil no português brasileiro. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.