Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tempo e do metodo de desinfeccao no desempenho clinico e na quantificacao de microorganismos de um reembasador rigido.

Processo: 05/02194-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Eunice Teresinha Giampaolo
Beneficiário:Roberta Chuqui Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Desinfecção   Próteses e implantes   Micro-ondas   Microbiologia

Resumo

Este estudo avaliará o efeito de dois métodos de desinfecção sobre o desempenho clínico e a quantificação de microrganismos de um reembasador rígido em diferentes intervalos de tempo. Serão selecionados 60 pacientes de ambos os sexos com idade entre 30 e 75 anos, utilizando prótese total superior com necessidade de reembasamento. Essas próteses serão reembasadas com o material Tokuyama Rebase II. Logo após o reembasamento, será avaliado o escoamento e a lisura do material, classificando-os em satisfatório ou insatisfatório. Em seguida, a amostra será dividida em três grupos: grupo 1 (controle) – os pacientes deverão higienizar sua prótese três vezes ao dia por meio de escovação com dentifrício. Além disso, deverão retirá-la durante a noite, deixando-a imersa em água; grupo 2 – os pacientes realizarão escovação com dentifrício e imersão noturna da prótese em solução de perborato de sódio. Antes da colocação da prótese pela manhã, os pacientes serão orientados a enxaguá-la adequadamente; grupo 3 – nesse grupo, além da escovação com dentifrício, será realizada a desinfecção da prótese em microondas uma vez por semana utilizando a potência de 650 W e o tempo de 3 minutos. Além disso, a prótese deverá ser imersa em água no período noturno. O material reembasador será avaliado por dois profissionais treinados trabalhando separadamente após 1 semana, 15 dias, 1 mês, 3 meses, 6 meses, 9 meses e 1 ano. Serão analisadas as seguintes características: estabilidade de cor - descoloração ou manchamento, irritação dos tecidos orais, separação ou fratura do material, rugosidade e textura superficiais e grau de satisfação do paciente. Além disso, será realizada a quantificação de microrganismos presentes na superfície interna da prótese em todos os períodos experimentais. Após a obtenção dos resultados, esses serão avaliados por meio de teste estatístico adequado.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, ROBERTA CHUQUI; GIAMPAOLO, EUNICE TERESINHA; IZUMIDA, FERNANDA EMIKO; PAVARINA, ANA CLAUDIA; MOFFA, EDUARDO BUOZI; VERGANI, CARLOS EDUARDO. Color stability of chemically activated reline resin after microwave disinfection: A 1-year clinical trial. AMERICAN JOURNAL OF DENTISTRY, v. 24, n. 4, p. 200-204, AUG 2011. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.