Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do slit e robô nas leucemias linfóides agudas T e no desenvolvimento dos linfócitos-T no timo

Processo: 07/00926-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:José Andrés Yunes
Beneficiário:Patricia Yoshioka Jotta
Instituição-sede: Centro Infantil de Investigações Hematológicas Dr Domingos A Boldrini (CIB). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Leucemia linfoide   Linfócitos T

Resumo

A leucemia linfóide aguda (LLA) é o câncer mais frequente na infância, e destas, 15% são do tipo T (LLA-T). As células T se desenvolvem no timo a partir de células progenitores provenientes da medula óssea. Muitos dos genes de desenvolvimento das células T foram primeiro caracterizados pelo estudo das LLA-T. O microambiente especializado do timo produz sinais que auxiliam o processo de maturação dos linfócitos T precursores. Da mesma forma, a sobrevivência, proliferação e até mesmo a resistência à quimioterapia das células leucêmicas, também se beneficia da interação com as demais células do microambiente. Estudo com células estromais AFT024 identificou o gene SLIT como um dos possíveis genes responsáveis pela capacidade de sustentação das células-tronco hematopoéticas, in vitro. Em humanos há três genes SLIT (SLIT1, SLIT2 e SLIT3), que codificam para proteínas secretadas cujo receptor são proteínas transmembrana da família ROBO (ROBO1, ROBO2, ROBO4). A relação entre estas duas proteínas vem se mostrando um importante mecanismo de interação celular, sendo primeiro descrito como guia de movimentação de axônios, e mais recentemente relacionada à quimiotaxia de leucócitos e à indução de angiogênese tumoral. Em estudos preliminares verificamos que o gene SLIT-1 é expresso apenas pelas LLA-T e timócitos imaturos, estando ausente nas LLA de linhagem B, LMA, ou linfócitos T e B maduros. Neste projeto propomos estudar a expressão de SLIT-1 e ROBO-1 em diferentes populações de timócitos humanos e no timo de camundongo em desenvolvimento. Pretende-se também iniciar o estudo funcional de SLIT-1 através do seu silenciamento ou neutralização pelo uso da porção extracelular de ROBO-1. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JOTTA, Patricia Yoshioka. Mutações de PTEN nas leucemias linfóides agudas T. 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.