Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação dos produtos da degradação química/eletroquímica do herbicida ametrina

Processo: 06/06381-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Marcos Roberto de Vasconcelos Lanza
Beneficiário:André Augusto Gutierres Fernandes Beati
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Peróxido de hidrogênio   Herbicidas

Resumo

O objetivo deste projeto é estudar o processo de degradação eletroquímica (via oxidação anódica direta, via eletrogeração catódica de peróxido de hidrogênio (H2O2 e H2O2/Fe(II)) e com os dois processos conjugados) de dois herbicidas de alta toxicidade amplamente utilizados na agroindústria canavieira na cultura da cana-de-açúcar(Ametrina e Tebutiuron) utilizando-se um reator eletroquímico. A partir dos resultados das análises de acompanhamento, pretende-se otimizar as condições operacionais do processo de degradação eletroquímica, assim como tentar identificar os possíveis intermediários e/ou subprodutos formados, visando o estabelecimento dos prováveis mecanismos de degradação. A eficiência do processo será avaliada pela oxidação eletroquímica dos herbicidas em função da densidade de corrente e/ou potencial aplicado e da velocidade de fluxo no interior do reator, levando-se em conta os aspectos tecnológicos e econômicos associados asos processos de tratamento.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BEATI, André Augusto Gutierres Fernandes. Identificação dos produtos de degradação química/eletroquímica do herbicida ametrina. 2010. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Engenharia Mecânica.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.