Busca avançada
Ano de início
Entree

Ozônio: formação de hidroperóxido e oxigênio singlete em DNA

Processo: 07/55477-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Paolo Di Mascio
Beneficiário:Flavia Daniela Motta
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/59458-2 - Oxigênio singlete e hidroperóxidos em sistemas químicos e biológicos, AP.TEM
Assunto(s):DNA   Ozônio   Oxigênio singleto   Quimiluminescência   Peróxido de hidrogênio

Resumo

O ozônio é um importante constituinte da atmosfera, o qual previne a penetração dos raios UV-C a superfície terrestre. Significantes quantidades de ozônio podem ser formadas em ambientes urbanos, através de uma série de complexos fotoquímicos (smog fotoquímico), consequentemente o ozônio é um dos componentes majoritários da poluição do ar. O ozônio é um poderoso oxidante que exerce sua ação biológica tanto diretamente ou indiretamente (reação via radical livre). Sua toxicidade parece ser devido a sua habilidade de promover danos oxidativos nas principais biomoléculas. Este projeto de pesquisa tem como finalidade o estudo e a elucidação dos mecanismos de reação do ozônio com as bases de DNA e DNA de timo de bezerro e a identificação e a caracterização dos produtos oxidados da reação. Investigaremos também a geração de oxigênio singlete (1O2) nessas interações. Visto a importância da elucidação dos mecanismos de atuação da espécie oxidante (O3) e os seus efeitos carcinogênicos e a contribuição nestes efeitos mediada pelo oxigênio singlete. Para desvendar o que foi proposto utilizaremos técnicas analíticas como HPLC-ESI-MS/MS, RMN e medidas de quimioluminescência. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.