Busca avançada
Ano de início
Entree

Labareda, teu nome e mulher: análise etnopsicológica do feminino à luz de pombagiras

Processo: 07/55153-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:José Francisco Miguel Henriques Bairrão
Beneficiário:Mariana Leal de Barros
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Etnopsicologia   Psicanálise   Umbanda

Resumo

Conceber a feminilidade e a masculinidade como construídas socioculturalmente tem-se mostrado prioridade política. Nessa perspectiva, os estudos sobre a categoria de gênero nas ciências humanas têm proposto levar em conta dimensões culturais para não o interpretar como conceito estático. Esta pesquisa pretende contribuir para estas questões investigando uma possível elaboração de gênero através da figura da pombagira, na qualidade de entidade feminina do panteão umbandista. A revisão bibliográfica e o contato com o universo umbandista indicam que a pombagira contraria características tradicionalmente associadas ao gênero feminino, pois possui qualidades que se opõem à visão tradicional e patriarcal do feminino, ligado à maternidade, ao pudor e à passividade. O objetivo é compreender a pombagira através da vida dos médiuns que a incorporam, para investigar se e como se presta a uma elaboração de gênero. Para isso, desenvolveu-se pesquisa de campo em três terreiros através de observação participante, com registros audiovisuais de rituais, entrevistas com pessoas que incorporam pombagiras, assim como entrevistas com as próprias pombagiras incorporadas. Os dados obtidos em campo são analisados qualitativamente, a partir de referenciais da antropologia e da psicanálise lacaniana. Uma análise preliminar confirma a hipótese inicial. Nos terreiros estudados as pombagiras se configuram, em palavras e atos, como uma forma social e pessoal de elaboração de identidade de gênero feminino. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BARROS, Mariana Leal de. Labareda, teu nome é mulher: análise etnopsicológica do feminino à luz de pombagiras.. 2010. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.