Busca avançada
Ano de início
Entree

Naturalistas-viajantes, etnocientistas e a diversidade social no Brasil: expedições científicas e a assimilação do saber local

Processo: 08/54743-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Leila da Costa Ferreira
Beneficiário:Marcelo Fetz de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/52317-1 - A questão ambiental, interdisciplinaridade, teoria social e produção intelectual na América Latina, AP.TEM

Resumo

Este projeto de pesquisa busca compreender a problemática atual acerca do acesso e do uso dos conhecimentos detidos por comunidades locais e indígenas na pesquisa científica e tecnológica, através da interpretação do processo de ressemantização do conceito de diversidade sócio-cultural e de sua relação com o campo científico. Para isso, toma-se como objeto de estudo duas atividades de pesquisa distintas: i) o trabalho desenvolvido pelos chamados naturalistas viajantes no século XIX, homens da ciência que, imbuídos das idéias universalistas do iluminismo, realizavam expedições científicas ao "novo mundo" com o objetivo de descrever a fauna, a flora e os costumes dos povos "selvagens", e ii) a atual atividade de etnocientistas (etnofarmacólogos, etnobiólogos e etnoecólogos), agentes que desenvolvem levantamentos científicos a partir das observações das práticas sociais de comunidades locais e indígenas a fim de desenvolver novas tecnologias e descobertas científicas. Assim, este estudo analisará compreensivamente a transformação histórica das práticas de ambos os agentes. Em um primeiro estágio, a partir de fontes primárias e secundárias, realizar-se-á uma análise histórica do trabalho dos naturalistas no Brasil durante o século XIX; em um segundo, através do acompanhamento das atividades de pesquisa do Centro de Estudos Etnofarmacológicos da UNIFESP (CEE - UNIFESP), desenvolver-se-á um estudo de caso sobre a atual prática de etnocientistas. Tomando o campo científico como um objeto privilegiado para compreender os problemas de acesso e de uso de conhecimentos, dos bens materiais e imateriais de comunidades locais/indígenas, buscaremos contribuir ao estudo da sócia-diversidade brasileira e dos critérios éticos que agem na interação social entre diferentes culturas no interior do campo científico, debatendo os distintos processos históricos que atuam sobre a prática de etnocientistas no Brasil. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Marcelo Fetz de. Entre razão e fruição : formação e presença da Segunda Revolução Científica no Brasil (XVIII e XIX). 2012. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.