Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica e estrutura de populações de Utricularia (Lentibulariaceae): comparação entre espécies ameaçadas e nao-ameacadas

Processo: 07/56986-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Pesquisador responsável:Vitor Fernandes Oliveira de Miranda
Beneficiário:Cristine Gobbo Menezes
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Mogi das Cruzes , SP, Brasil
Assunto(s):Técnica de amplificação ao acaso de DNA polimórfico   Estruturas genéticas   DNA ribossômico   Morfometria   Biogeografia

Resumo

Utricularia (Lentibulariaceae) é um gênero cosmopolita de plantas carnívoras que apresenta sua maior diversidade na região neotropical, ocorrendo espécies com distribuição pantropical em contraste com espécies endêmicas. O gênero apresenta alta diversidade morfológica e adaptações relacionadas à carnivoria, assim como hábitos de vida diversos - de terrestre a epifítico. No Brasil, está presente em todos os biomas, podendo ser este um indicativo de sua adaptabilidade a diferentes condições ambientais. Considerando que diferenças locais - tais como clima, relevo, altitude e antropização - podem atuar desigualmente como forças microevolutivas sobre a composição genética e padrões fenotípicos morfológicos, o presente trabalho visa caracterizar a estrutura genética de populações naturais de Utricularia breviscapa Wright ex Griseb. e Utricularia foliosa L. com ampla ocorrência neotropical; e Utricularia nigrescens Sylven e Utricularia longifolia Gardn, endêmicas do Brasil e sob ameaça para o estado de São Paulo. Será comparada a diversidade genética entre populações das espécies endêmicas com populações de espécies de ampla distribuição, citadas anteriormente; também será testada a distribuição aleatória dos haplótipos pelo espaço. Para as referidas análises serão empregados marcadores de RAPD, estatísticas para medir a diversidade genética (Fst) e estrutura genética (AMOVA), seqüenciamento da região ITS que será utilizado como subsídio para Nested Clade Analysis (NCA) correlacionando a distribuição geográfica com a ocorrência dos haplótipos e análise morfométrica. Os espécimes serão coletados prioritariamente no estado de São Paulo, amostrando 40-50 espécimes por população. Serão realizadas coletas também nos estados vizinhos - Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro - com o objetivo de comparar a composição genética das populações de São Paulo às dos demais estados, especialmente para as espécies ameaçadas. (AU)