Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de populações naturais de Avicennia germinans e de A. schaueriana (Achantaceae) de manguezais do litoral norte brasileiro e análise de zona de hibridação utilizando marcadores microssatélites

Processo: 07/57021-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Anete Pereira de Souza
Beneficiário:Gustavo Maruyama Mori
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Avicennia schaueriana

Resumo

Os manguezais são considerados um dos ecossistemas tropicais mais ameaçados, estando em um nível tão crítico ou até mesmo mais preocupante quando se compara com os recifes de corais ou com a Mata Atlântica. Há estimativas de que, nos últimos 50 anos, um terço da área mundial com manguezais e, em relação ao Brasil, segundo país em extensão de florestas de mangue, estima-se que, entre 1983 e 1997, 46,4% da área de manguezais tenha sido perdida. Esses ecossistemas apresentam uma baixa diversidade de plantas superiores dominantes, havendo, ao redor do mundo, 34 espécies em cinco gêneros de "plantas verdadeiras de mangue". No entanto no Brasil esta diversidade é ainda menor: há apenas seis espécies de árvores de mangue distribuídas em três gêneros.Um destes é o gênero Avicennia que está distribuído, no Brasil, desde o extremo norte do nosso litoral até aproximadamente a Ilha de Florianópolis, em Santa Catarina. Em nosso país, há apenas duas espécies do gênero, A. germinans e A. schaueriana, as quais apresentam distribuições distintas, havendo apenas uma zona de simpatria, na região norte do país, onde há evidências de que haja uma zona de hibridação entre elas. No Brasil, a Biologia Populacional destas espécies, cujo entendimento é indispensável para programas eficientes de manejo, de conservação e/ou de restauração de manguezais, ainda não foi estudada. Este projeto tem como objetivos desenvolver marcadores microssatélites para A. germinans e A. schaueriana e estimar parâmetros importantes como taxa de cruzamento, sistema reprodutivo, estruturação genética, fluxo gênico, tamanho efetivo de população além de se elucidar a questão sobre a zona de hibridação entre as espécies. Tais questões, além de muito interessantes cientificamente, são extremamente valiosas para a conservação e restauração desses ecossistemas tão ameaçados e degradados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCISCO, PATRICIA M.; MORI, GUSTAVO M.; ALVES, FABIO M.; TAMBARUSSI, EVANDRO V.; DE SOUZA, ANETE P. Population genetic structure, introgression, and hybridization in the genus Rhizophora along the Brazilian coast. ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 8, n. 6, p. 3491-3504, MAR 2018. Citações Web of Science: 3.
MORI, GUSTAVO M.; ZUCCHI, MARIA I.; SAMPAIO, IRACILDA; SOUZA, ANETE P. Species distribution and introgressive hybridization of two Avicennia species from the Western Hemisphere unveiled by phylogeographic patterns. BMC Evolutionary Biology, v. 15, APR 10 2015. Citações Web of Science: 11.
MORI, GUSTAVO M.; ZUCCHI, MARIA I.; SOUZA, ANETE P. Multiple-Geographic-Scale Genetic Structure of Two Mangrove Tree Species: The Roles of Mating System, Hybridization, Limited Dispersal and Extrinsic Factors. PLoS One, v. 10, n. 2 FEB 27 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.