Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de tecnologia de destilação molecular reativa: projeto e construção da unidade

Processo: 06/07228-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Maria Regina Wolf Maciel
Beneficiário:Alessandra Winter
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cromatografia   Processos de separação   Petróleo   Destilação molecular

Resumo

Sabe-se que os petróleos brasileiros estão cada vez mais pesados e viscosos, ditos ultra-pesados, dificultando sua exploração, escoamento, transferência, processamento primário e refino. Como as refinarias brasileiras não estão completamente adaptadas para receber este óleo, uma opção tem sido exportar este tipo de óleo, porém seu valor no mercado internacional é baixo quando comparado a óleos tidos como referência, como por exemplo, o petróleo “Brent”. O objetivo geral deste projeto de tese de doutorado é apresentar uma tecnologia alternativa e inédita: A Destilação Molecular Reativa, onde ocorrem simultaneamente o craqueamento e a destilação dos compostos mais leves formados, permitindo, assim, a transformação do petróleo ultra-pesado em óleo mais leve garantindo um melhor escoamento e processamento deste óleo. Devido ao “layaout” peculiar do equipamento de destilação molecular e ao alto vácuo, permite-se submeter o material a temperaturas adequadas de forma a proporcionar uma velocidade de reação alta e tempo de exposição do material curto, permitindo um craqueamento controlado. Assim, o potencial de aplicação desta nova técnica é muito promissor, indicando a possibilidade de sucesso.Assim sendo, os objetivos específicos deste trabalho são:1.Desenvolvimento de tecnologia de destilação molecular reativa: Projeto e construção da unidade - O processo de reator molecular será baseado no projeto do processo do destilador molecular centrífugo como o já desenvolvido como Protótipo Nacional (Projeto FAPESP 01/10092-2), adaptando-o para as condições de reação. Outros projetos estão sendo desenvolvidos no Laboratório de Desenvolvimento de Processos de Separação usando a tecnologia da destilação molecular convencional para fracionar resíduos de petróleos pesados e ultra-pesados (Winter et al. 2006) (Projetos FAPESP 06/53579-2 e 04/05752-1).2.Preparação de sistemas reativos catalíticos – O equipamento de destilação molecular deve, primeiramente, ter a possibilidade de acessibilidade para a introdução de catalisadores sendo adaptado para catálise na forma heterogênea através do destilador molecular centrífugo. 3.Condução dos trabalhos experimentais – Os experimentos no destilador molecular reativo serão baseados em planejamentos experimentais (planejamento estatístico), de modo a se obter resultados orientados e otimizados, minimizando custos e tempos operacionais, maximizando rendimento, produtividade e qualidade de produtos, dentre outros objetivos. Os dados coletados serão usados para verificações das frações obtidas através de cromatografia líquida de alto desempenho (HPLC) ou cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa (GC/MS).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
WINTER, Alessandra. Desenvolvimento de tecnologia de destilação molecular reativa : projeto e construção da unidade. 2011. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Engenharia Química.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.