Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparo e avaliacao de novos complexos cationicos de tecnecio-99m utilizando ligantes diamino-tricarbonil para deteccao de tumores.

Processo: 07/52431-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Buchpiguel
Beneficiário:Adriano Radin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cintilografia   Compostos radiofarmacêuticos   Neoplasias

Resumo

Nos anos de 1990, foi demonstrado que os complexos catiônicos de [99mTc]tecnécio, como os radiofármacos [[99mTc](MIBI)6]+, [[99mTc](tetrofosmin)2]+ e [[99mTc](furifosmin)]+, utilizados inicialmente para estudos de perfusão cardíaca, podem ser utilizados para detecção de tumores de mama, pulmão, cabeça, osso e sarcomas de tecidos moles. Também foi demonstrado que esses radiofármacos interagem com a glicoproteína-P (Pgp) - uma proteína transmembrânia associada à resistência de células tumorais frente a quimioterapia - o que permite que os mesmos possam ser utilizados para prognóstico nos tratamentos quimioterápicos. A conclusão de diversos pesquisadores é que a interação dos radiofármacos com a glicoproteína-P está relacionada à carga catiônica dos complexos, à presença de grupos metoxilas na estrutura dessas moléculas e ao grau de lipofilicidade. Neste projeto pretendemos preparar novos complexos de [99mTc]tecnécio mono-1,2-diaminoetano-aqua-tricarbonil funcionalizados por grupos metoxialquil ou metoxiaríl e avaliar, em culturas de células e em modelos animais, como a mudança na estrutura e na lipofilicidade dos complexos interferem na detecção de tumores e na interação da glicoproteína-P. Os ligantes a serem utilizados neste projeto fazem parte de outro projeto em andamento anterior do nosso grupo (FAPESP 06/50296-0), com o intuito de obter radiofármacos mais eficazes na detecção de tumores e da Pgp, para um melhor diagnóstico e prognóstico da doença. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)