Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição a dieta ocidental durante a gestação, lactação, fase juvenil e susceptibilidade a carcinogênese química do cólon em ratos adultos da linhagem Sprague Dawley

Processo: 07/57408-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Marchesan Rodrigues Kobayasi
Beneficiário:Gisele Aparecida Dionísio Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil

Resumo

A alimentação rica em gordura, pobre em fibras e oligoelementos, designada dieta do tipo ocidental, tem sido fortemente associada ao aumento da incidência de câncer do cólon no homem. Experimentalmente a exposição à dieta ocidental durante a vida adulta constitui fator de risco para o desenvolvimento de lesões pré-neoplásicas e neoplásicas no cólon de roedores. Há poucas informações sobre os efeitos da dieta ocidental durante as fases de gestação e lactação e suas repercussões para vida adulta, tais como a susceptibilidade ao câncer. O presente estudo tem como objetivos: 1) Avaliar se a exposição precoce à dieta ocidental, durante a gestação, lactação e juvenil aumenta a susceptibilidade de ratos da linhagem Sprague-Dawley (SD) à iniciação da oncogênese do cólon pela 1,2-dimethylhydrazina (DMH). 2) Avaliar a possível atividade moduladora da dieta ocidental quando re-introduzida durante a fase adulta em modelo de carcinogenese do cólon induzido pela DMH. Assim, fêmeas Sprague-Dawley (SD) prenhes serão expostas à dieta semi-purificada do tipo ocidental (rica em gordura e pobre em fibras, cálcio, vitamina D e ácido fólico) ad libitum do 12º dia gestacional (DG 12, final do período de organogênese) até o 21º dia pós-natal (DPN 21-final do período de amamentação). A seguir, a prole de machos será dividida em dois grupos que receberão dieta padrão ou do tipo ocidental do DPN 21 ao DPN 42 (final da fase juvenil) ou a partir do DPN 70 até o final da 15a semana do experimento. Grupos específicos serão tratados com o cancerígeno químico (DMH 40mg/kg ip) no final da fase juvenil ou na fase adulta e serão analisados na 15ª semana do experimento. A incidência e características das lesões pré-neoplásicas (focos de criptas aberrantes -FCA) e neoplásicas do cólon serão analisadas entre os diferentes grupos experimentais. As taxas de proliferação celular e de apoptose serão estimadas nas lesões e na mucosa do cólon pelo PCNA e caspase-3. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DIONISIO LOPES, GISELE APARECIDA; CORREA DIAS, MARCOS; FERNANDO BARBISAN, LUIS; MARCHESAN RODRIGUES, MARIA APARECIDA. Early Life and Postnatal Western Diet Feeding and Susceptibility to Chemically Induced Colonic Aberrant Crypt Foci in Male Rats Offspring. NUTRITION AND CANCER-AN INTERNATIONAL JOURNAL, v. 68, n. 5, p. 811-817, 2016. Citações Web of Science: 0.
LOPES, GISELE A. D.; FAN, WILLIAM Y. C.; CIOL, HELOISA; BIDINOTTO, LUCAS T.; RODRIGUES, MARIA A. M.; BARBISAN, LUIS F. Maternal Western Style Diet Increases Susceptibility to Chemically-Induced Mammary Carcinogenesis in Female Rats Offspring. NUTRITION AND CANCER-AN INTERNATIONAL JOURNAL, v. 66, n. 8, p. 1293-1303, NOV 17 2014. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LOPES, Gisele Aparecida Dionísio. Exposição à dieta ocidental durante a gestação, lactação, fase juvenil e susceptibilidade à carcinogênese química do cólon em ratos adultos da linhagem Sprague-Dawley. 2010. 41 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.