Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre o papel das prostaglandinas na infeccao experimental por histoplasma capsulatum.

Processo: 07/02626-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Priscilla Aparecida Tartari Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Prostaglandinas   Citocinas   Resposta imune   Inflamação   Histoplasma

Resumo

As prostaglandinas (PGs), são metabólitos do ácido araquidônico, participam como mediadores na inflamação e podem induzir dor, vasodilatação, aumento da permeabilidade vascular e febre. Além destas atividades, as PGs podem atuar como imunomoduladores da liberação de citocinas, na resposta imune inata e adquirida. Estudos demonstraram que este mediador lipídico inibe a produção de IL-1 e TNF-alfa, por macrófagos e a produção de IL-2 por linfócitos, diminui a fagocitose e também suprime a atividade microbicida das células NK. Na histoplasmose ocorrem lesões pulmonares graves, devido a inalação de conídeos ou pequenos fragmentos de micélio que alcançam os alvéolos, onde se transformam em leveduras, sua forma patogênica. Recentemente, demonstramos que ocorre aumento na síntese de LTB4 e LTC4 no pulmão de camundongos infectados com H. capsulatum, mas pouco se sabe, sobre o papel das prostaglandinas nesta micose. Neste projeto, pretendemos avaliar o papel imune regulador das prostaglandinas na infecção experimental por H. capsulatum. Para tanto camundongos infectados serão tratados ou não com celecoxib, um inibidor da síntese de prostaglandinas, para avaliar a reação inflamatória, a lesão pulmonar, a produção de citocinas e a recuperação de Unidades Formadoras de Colônias (UFC).