Busca avançada
Ano de início
Entree

Ativação de NF-kB em resposta a Coxiella burnetii: o papel de receptores intracelulares Nod-like (Nod1 e Nod2) no reconhecimento de um patógeno que evade o reconhecimento por receptores toll-like

Processo: 07/57374-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Dario Simões Zamboni
Beneficiário:Eulália Maria Lima da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/52867-4 - Reconhecimento de patógenos bacterianos por receptores intracelulares e sua importância no controle da infecção microbiana, AP.JP
Assunto(s):Receptores toll-like

Resumo

Coxiella burnetii é uma bactéria intracelular obrigatória altamente infectiva. Classificada como um agente potencial do biotertorismo, C. burnetii apresenta distribuição mundial sendo agente etiológico da febre Q. Poucas partículas infectivas (< 5) são capazes de provocar febre Q em um indivíduo saudável, no entanto, a bactéria sucumbe a uma resposta adaptativa eficiente. Tais observações indicam que: 1) trata-se de um patogeno altamente adaptado a subverter as primeiras barreiras da resposta imune; 2) uma resposta adaptativa eficaz é eventualmente desencadeada. Fundamental para a formação de uma resposta imune adaptativa são os receptores de reconhecimento padrão (PRR), entre eles destacam-se receptores toll-like (TLRs) e os nod-like (NLRs). Visto que dados recentes sugerem que C. burnetii subverte o reconhecimento por importantes TLRs (TLR2, TLR4, TLR5 e TLR9), é possível que o reconhecimento intracelular por NLRs pode ser crucial para a geração de uma resposta efetiva contra C. burnetii. Os objetivos da presente proposta de pesquisa são: 1) determinar o reconhecimento de Coxiella burnetii por receptores Nod-like envolvidos na ativação de NF-B (Nod1 e Nod2); 2) utilizar C. burnetii como uma ferramenta para investigar a localização subcelular e os mecanismos da função de Nod1 e Nod2; 3) avaliar a importância de Nod1 e Nod2 na restrição da multiplicação intracelular de C. burnetii por macrófagos murinos. O desenvolvimento desta proposta de pesquisa deve, não somente gerar conhecimentos importantes para a compreensão da patogênese e resposta imune contra esse importante patógeno, como revelar mecanismos moleculares pelos quais os receptores Nod-like reconhecem e sinalizam em resposta à infecção por patógenos intracelulares. (AU)