Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da relação entre ataque oxidativo, sistema dè defesa antioxidante e atividade mitocondrial Èm ratos submetidos a um protocolo dè indução ão overtraining Èm esteira

Processo: 07/57512-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Denise Vaz de Macedo
Beneficiário:Rodrigo Luiz Perroni Ferraresso
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Overtraining   Ratos   Estresse oxidativo   Antioxidantes   Treinamento físico

Resumo

A resposta adaptativa ao treinamento físico é conseqüência de dois momentos, durante e após o estimulo do exercido. Durante o exercício há um desequilíbrio da homeostasia, necessário para que se inicie a resposta adaptativa. Esta, por sua vez, ocorre somente após o exercício, e necessita de um período adequado de recuperação para levar à adaptação positiva. O desequilíbrio crônico entre quantidade de estímulo e tempo de recuperação pode levar à instalação de um processo conhecido como overtraining, que implica em um estado de fadiga crônico, associado à queda no desempenho. O objetivo do presente estudo é investigar a hipótese do estresse oxidativo como uma das possíveis causas desencadeadoras da queda de desempenho durante a instalação do overreaching/overtraining. Para isso pretendemos identificar diferenças entre o mecanismo de ataque de EROs e o sistema de defesa antioxidante muscular bem como analisar possíveis alterações na atividade mitocondrial dos animais que aumentaram ( grupo adaptado) ou diminuíram (grupo overtreinado) seu desempenho após serem submetidos ao protocolo de indução ao overtraining, desenvolvido recentemente por nós. Serão quantificadas, para o tal, a atividade das enzimas antioxidantes CAT, GPX, bem como a razão GSH/GSSG além dos marcadores de produção de EROs e ataque oxidativo, xantina oxidase e TBARs, respectivamente. A capacidade oxidativa dos diferentes grupos de animais será analisada através da quantificação da atividade dos complexos da cadeia de transporte de elétrons mitocondrial (I e IV) e da atividade da enzima citrato sintase. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PERRONI FERRARESSO, RODRIGO LUIZ; DE OLIVEIRA, RENATO BUSCARIOLLI; MACEDO, DENISE VAZ; SOARES NUNES, LAZARO ALESSANDRO; BRENZIKOFER, RENE; DAMAS, DANILO; HOHL, RODRIGO. Interaction between Overtraining and the Interindividual Variability May (Not) Trigger Muscle Oxidative Stress and Cardiomyocyte Apoptosis in Rats. OXIDATIVE MEDICINE AND CELLULAR LONGEVITY, 2012. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERRARESSO, Rodrigo Luiz Perroni. Estudo da relação entre ataque oxidativo, sistema de defesa antioxidante e atividade mitocondrial em ratos submetidos a um protocolo de indução ao overtraining em esteira. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.