Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da expressão de grupos de genes sintênicos durante a diferenciação osteoblástica de células tronco mesenquimais adultas humanas e murinas

Processo: 07/57658-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Geraldo Aleixo da Silva Passos Júnior
Beneficiário:Janaina de Andréa Dernowsek
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Células-tronco mesenquimais   Diferenciação celular   Osteoblastos   Expressão gênica   Sintenia

Resumo

As células-tronco mesenquimais (MSC) podem ser isoladas da medula óssea, do sangue do cordão umbilical e outros tecidos, sendo caracterizadas pela facilidade de crescimento em cultura in vitro configurando monocamadas, adesão à superfície plástica e capacidade de manutenção de sua multipotencialidade por várias passagens. As MSC possuem a característica de formar tecidos ósseos, cartilaginosos, adiposos e musculares, estroma medular e células neurais, colocando-as em evidência para futuros procedimentos de terapia celular. Comparações genômicas entre espécies é uma ferramenta de pesquisa muito importante na biologia evolutiva. A sintenia, termo usado para descrever a conservação na ordem de genes ou seqüências de DNA em cromossomos entre espécies relacionadas é grande, como ocorre entre o homem e o camundongo. Utilizando técnicas de expressão em larga (transcriptoma) e comparações genômicas entre espécies, pretendemos encontrar áreas gênicas conservadas que exibem um perfil de expressão semelhante durante a diferenciação osteogênica. Assim sendo, induziremos quimicamente a osteogênese in vitro em células-tronco mesenquimais de medula óssea humana (obtida de doadores do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto) e de camundongos C57B1/6. Além disso, utilizaremos programas de bioinformática dedicados à análise dos dados de microarrays (Cluster e Tree View) para analisar e identificar à funcionalidade dos genes à diferenciação osteogênica entre o perfil de expressão murino e humano e programas dedicados à reconstrução de redes gênicas baseadas em dados de microarrays para compararmos a ação de cada um dos genes sintênicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DERNOWSEK, JANAINA A.; PEREIRA, MILENA C.; FORNARI, THAIS A.; MACEDO, CLAUDIA; ASSIS, AMANDA F.; DONATE, PAULA B.; BOMBONATO-PRADO, KARINA F.; PASSOS-BUENO, MARIA RITA; PASSOS, GERALDO A. Posttranscriptional Interaction Between miR-450a-5p and miR-28-5p and STAT1 mRNA Triggers Osteoblastic Differentiation of Human Mesenchymal Stem Cells. Journal of Cellular Biochemistry, v. 118, n. 11, p. 4045-4062, NOV 2017. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.